ESTUDO COMPARATIVO ENTRE OS ÍNDICES NDVI OBTIDOS A PARTIR DOS SENSORES LANDSAT 5 - TM E RESOURCESAT - LISS III

Cesar Vinícius Mendes Nery, Diego Brito Oliveira, Luiz Henrique Gomes Abreu

Resumo


A importância das imagens de sensoriamento remoto para o monitoramento da cobertura vegetal é algo inegável. Por mais de três décadas a série Landsat tem fornecido imagens da terra, porém a partir de novembro de 2011 o satélite interrompeu a disponibilização de suas imagens para o monitoramento ambiental. Uma das alternativas de imagens ao Landsat têm sido as imagens do sensor LISS III a bordo do satélite indiano Resourcesat 1. O presente trabalho tem como área de estudo o município de Janaúba, por estar em uma área de transição de dois biomas, e o mesmo tem por objetivo comparar os dois sensores, o sensor TM que se encontra a bordo do satélite Landsat 5 e o sensor LISS III a bordo do satélite Resourcesat 1. Para esse estudo comparativo as imagens foram adquiridas do site do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) e seus valores de níveis digitais (ND) foram convertidos em reflectância com correção atmosférica utilizando o método de correção DOS. Amostras de pixels das imagens índice foram coletadas para o estudo de correlação e ajuste de uma equação linear por meio da técnica de regressão. Utilizando a equação ajustada foram gerados dois mapas temáticos de ambos os sensores, sendo os mesmos comparados pelo teste estatístico Kappa. Os resultados mostraram uma forte correlação entre os valores de NDVI (0,81), sendo possível o ajuste de uma equação linear que expresse a forma dessa relação. O sensor TM, superestimou os valores de NDVI em relação ao sensor LISS III (Inclinação de 1,1035). O valor de Kappa para os mapas temáticos obtidos foi de 0,5894 e o índice de acerto foi de 98,81%, o que mostra uma boa similaridade entre eles. O sensor LISS III pode ser perfeitamente utilizado como alternativa ao Landsat 5.

Palavras-chave


Sensoriamento remoto

Texto completo:

PDF