DESMATAMENTOS E QUEIMADAS NA REGIÃO NORTE DO ESTADO DO TOCANTINS

Main Article Content

Carlos Augusto Machado

Resumo

O processo de desmatamentos e queimadas da vegetação ocorreu ao mesmo tempo da colonização do Brasil no século XV, necessário para Portugal introduzir suas atividades econômicas visando ocupar o vasto território brasileiro. Inicialmente ocorreu a retirada das madeiras de lei abundantes na floresta tropical, especialmente o pau-brasil e deste modo favorecendo a implantação da atividade agrícola. O foco central deste trabalho é demonstrar o processo histórico dos desmatamentos e queimadas no Brasil, os impactos ambientais e econômicos decorrentes no norte do país, discutindo possíveis medidas efetivas na redução dos problemas. A metodologia baseou-se na revisão bibliográfica, uso de imagens de satélite, georeferrenciamento, trabalhos de campo e entrevistas com profissionais. Dentre as alternativas possíveis sugere-se fomentar a implantação de produção de madeiras de lei pelos órgãos ambientais, na esfera nacional ou estadual; outra medida possível seria aumentar a ação fiscal em áreas de florestas tropicais reduzindo a atuação das empresas de madeiras.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Article Details

Seção
Artigos
Biografia do Autor

Carlos Augusto Machado, Universidade Federal do Tocantins / Campus de Araguaína

Graduado em Licenciatura e Bacharel em Geografia pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (1996) e mestrado em Geografia pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (2001). Atualmente é professor assistente da Fundação Universidade Federal do Tocantins ministrando as disciplinas Hidrografia, Biogeografia e Solos Tropicais. Participa na elaboração de projetos ambientais (EIA-RIMA/RCA-PCA), com ênfase em Manejo Integrado de Solos e Águas em Bacias Hidrográficas, atuando principalmente nos seguintes temas: diagnóstico ambiental, planejamento ambiental, manejo integrado e práticas conservacionistas e biodiversidade. Coordenador do curso de especialização em Geografia "Desenvolvimento Regional e Urbano" 2008/2010 e ministra a disciplina Planejamento Ambiental. Atualmente é doutorando pela Universidade Federal de Uberlândia com a pesquisa intitulada "Gênese e Dinâmica de Depósitos Tecnogênicos".