GERENCIAMENTO DE RESÍDUOS SÓLIDOS: PROBLEMAS E PERSPECTIVAS EM TOLEDO - PR

Main Article Content

Fabio de Oliveira Neves

Resumo

A aprovação da Política Nacional dos Resíduos Sólidos contrasta com o desenvolvimento restrito das tecnologias de tratamento e destinação final. A formação de sistemas integrados que promovam distintas alternativas aos resíduos recicláveis e adequada eliminação aos rejeitos é uma necessidade na modernização do setor. Neste artigo, indaga-se sobre a situação dos sistemas de limpeza pública nos municípios brasileiros, especificamente no município de Toledo (PR). Para este fim, utiliza-se uma abordagem de orientação geral-particular, iniciando-se pelo quadro da gestão dos resíduos sólidos no Brasil e, posteriormente, prosseguindo-se no estudo de caso em Toledo, indagando-se sobre os problemas e carências para consolidação de uma gestão integrada mais eficiente e que atenda a alguns preceitos da PNRS: a destinação ambientalmente adequada e processos de valorização com inclusão de catadores. Com a análise, evidenciou-se o progresso nas condições de operação do aterro sanitário, entretanto, sem definição para sua substituição após o fim da vida útil em 2014. A valorização é limitada aos resíduos secos e, apesar do crescimento da participação da associação de catadores, a inclusão é restrita aos que estão organizados. Trata-se de um quadro defasado e que ainda demanda múltiplas ações na consolidação de uma gestão integrada eficiente.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Article Details

Seção
Artigos
Biografia do Autor

Fabio de Oliveira Neves, Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste)

Prof. Adjunto do Curso de Geografia da Universidade Estadual do Paraná (Unioeste), Campus de Mal. Cândido Rondon