O EXTREMO SUL DA BAHIA QUE NÃO PERTENCE A BAHIA

Main Article Content

Sebastião Pinheiro Gonçalves de Cerqueira Neto

Resumo

O uso de alguns elementos culturais na análise espacial é mais um caminho dentro das ramificações da geografia que busca a compreensão da dinâmica que o homem impõe ao espaço nos diferentes momentos da história. Em certos casos de estudos regionais o mapeamento cultural é utilizado como método para organizar um Estado, como por exemplo, os territórios de identidade da Bahia. Mas, atualmente, a maior mobilidade das pessoas tem causado dificuldade da manutenção da cultura e dessa forma a sua aplicabilidade é limitada em determinados territórios. A trajetória geográfica do Extremo Sul da Bahia mostra que a ausência de uma identidade cultural regional produziu um cenário de autonomia fazendo com que essa região não mantenha ligações com os vetores que caracterizam a cultura baiana.
Palavras chave: espaço, cultura, Extremo Sul da Bahia, região.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Article Details

Seção
Artigos
Biografia do Autor

Sebastião Pinheiro Gonçalves de Cerqueira Neto, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Baiano

Possui graduação em geografia pela Fundação Universidade Federal do Tocantins (1996), Mestrado em Geografia pela Universidade Federal de Uberlândia (2001) e Doutor em Geografia pela Universidade Federal de Sergipe (2009), onde defendi uma tese intitulada DO ISOLAMENTO REGIONAL