DELIMITAÇÃO DE ÁREAS DE PROTEÇÃO PERMANENTE E IDENTIFICAÇÃO DE CONFLITO COM USO DO SOLO URBANO EM ILHÉUS - BA

Main Article Content

Gustavo Barreto Franco
Maria Lúcia Calijuri
Kelison Jubini Machado
Ronaldo Lima Gomes
Alexandre Schiavetti

Resumo

O objetivo deste trabalho foi delimitar as áreas de preservação permanente (APP) e identificar a ocorrência de conflito com o uso do solo urbano, com base na legislação ambiental. Esta pesquisa foi realizada na cidade de Ilhéus (Bahia) utilizando sistema de informação geográfica (SIG), sendo possível delimitar as APPs situadas nas áreas de encostas com declividades maiores que 45º (6,4 ha.), topos de morro (50,2 ha.), nas áreas de vegetação de mangue (110,7 ha.) e ao longo dos cursos d'água (385,9 ha.), totalizando 553,2 ha. Sobrepondo as APPs aos mapas de Compartimentos Homogêneos Ambientais definidos pelo Plano Diretor de Desenvolvimento Urbano de Ilhéus (2001) e de Assentamentos Subnormais (PEMAS, 2002) obteve-se 28% e 12% de áreas conflituosas, respectivamente.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Article Details

Seção
Artigos
Biografia do Autor

Gustavo Barreto Franco, Pós-Doutorando em Eng. Agrícola - UFV

Doutor em Geotecnia - UFV Pós-Dutorando em Eng. Agrícola - UFV

Maria Lúcia Calijuri

Profa. Titular do Departamento de Eng. Civil Universidade Federal de Viçosa

Kelison Jubini Machado

Mestre em Informações Espaciais - UFV

Ronaldo Lima Gomes

Prof. Titular do Dep. de Ciências Agrárias e Ambientais -UESC

Alexandre Schiavetti

Prof. Titular do Dep. de Ciências Agrárias e Ambientais -UESC