ANÁLISE DO RELEVO DA BACIA DO CORREGO CASTELO (BAURU – SP): A INFLUÊNCIA DA URBANIZAÇÃO NOS PROCESSOS EROSIVOS

Leonardo Thomazini, Cenira Maria Lupinacci da Cunha

Resumo


A expansão urbana na maioria das cidades brasileiras, muitas vezes se dá de forma desordenada e em lugares impróprios, proporcionando consequências desastrosas como enchentes, assoreamento das drenagens e deslizamentos, conferindo riscos à população ali instalada e prejuízos aos cofres públicos. Assim, o presente trabalho tem por objetivo principal analisar a influência da expansão urbana no surgimento dos processos erosivos lineares, por meio dos estudos do relevo, na Bacia Hidrográfica do Córrego do Castelo, localizada na cidade de Bauru/SP. Para isto, utilizou-se o arcabouço teórico-metodológico da teoria Geral dos Sistemas, através da qual a Bacia Hidrográfica é compreendida como um sistema aberto, composto por conjuntos sendo estes, formados por elementos que se inter-relacionam. Deste modo, foram confeccionadas cartas morfométricas, usando as técnicas da cartografia digital semiautomática e associando os dados por estes obtidos, foi possível a construção da Carta de Energia do Relevo. Esta, juntamente com as Cartas Geomorfológicas, de Uso e Ocupação da Terra e os trabalhos de campo permitiram uma análise satisfatória, identificando a influência da ocupação urbana nos processos morfogênicos, onde a impermeabilização do solo nas vertentes, a canalização do escoamento superficial e a ocupação de fundo de vale exercem ações significativas sobre o relevo.

Palavras-chave


bacia hodrográfica; erosão linear; análise do relevo.

Texto completo:

PDF