HISTÓRICO DE OCUPAÇÃO DA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIACHO AÇAIZAL-MA

Ronaldo dos Santos Barbosa, Manoel Rodrigues Chave

Resumo


O estado do Maranhão teve seu processo de ocupação iniciado pelo litoral na primeira metade do século XVII, pelos franceses, com a fundação de São Luís, em 1612. Em seguida os portugueses comandaram o processo de ocupação, sendo que a primeira frente de ocupação portuguesa foi denominada por Cabral (1992) de “frente litorânea”, em seguida, no século XVIII, a segunda frente denominado por Cabral (1992) de “frente do interior” se expande pelo sul do estado. Uma terceira frente denominada de “frente de expansão agrícola” ou “corrente de fugitivos da seca”. O presente artigo tem como objetivo caracterizar o processo de ocupação da bacia do Açaizal, localizado na Microrregião de Imperatriz e Messorregião oeste do Maranhão. A bacia em estudo tem uma área de 181,5 Km2, conta com quatro povoados a saber Cumaru, Olho D’água, Jenipapo e Açaizal Grande. A partir da década de 1960 a microrregião de Imperatriz e, logo em seguida, a bacia do Açaizal, passaram por um processo de ocupação rápida, em virtude da abertura da Rodovia BR 010 (Belém- Brasília). Utilizou-se de um vasto referencial bibliográfico sobre o tema em estudo, além de entrevistas padronizadas com os moradores pioneiros em cada um dos quatro povoados da bacia. Dentre as correntes de povoamento do Maranhão podemos destacar três: a litorânea, a do interior e a dos nordestinos fugitivos da seca, sendo a terceira responsável pala ocupação da bacia. No decorrer do processo de ocupação vale destacar três momentos importantes, primeiro a abertura da BR 010, segundo o avanço de lavoura temporária com destaque para a cultura do arroz e terceiro o avanço da pecuária. Grande parte dos moradores ocupantes vieram do leste maranhense em busca de terras para a agricultura.

Palavras-chave


Processo de Ocupação. Bacia Hidrográfica. Açaizal.

Texto completo:

PDF