Resposta de mudas de goiabeira a aplicação de fósforo

  • Marcos Antônio Vieira Batista UFERSA
  • Renato de mello Prado UNESP/FCAV
  • Grazianny Andrade Leite UFERSA

Abstract

O fósforo é um dos nutrientes que mais limita o crescimento das plantas devido sua importância na nutrição e a baixa concentração em solos tropicais. Assim, objetivou-se avaliar a resposta de mudas de goiabeira a aplicação de fósforo. Para isso, foi desenvolvido experimento em casa de vegetação na UNESP Câmpus Jaboticabal, com mudas de goiabeira (cv. Paluma), provenientes de estacas herbáceas, cultivada em sacolas plásticas (2,8 dm-3), preenchida com Argissolo Vermelho Amarelo (P=2 mg dm-3), no período de novembro de 2007 e abril de 2008. Os tratamentos foram constituídos de cinco doses de fósforo (0; 100; 200; 300 e 400 mg dm-3 ), na forma de superfosfato triplo (44% de P2O5), dispostos em blocos casualizados, com quatro repetições. Após 100 dias do transplante das mudas avaliaram-se o teor de fósforo no solo, massa seca da parte aérea e da raiz, teor de fósforo e de zinco na parte aérea. A maior produção de matéria seca da planta inteira ocorreu com a dose de 257 mg dm-3 de fósforo e esteve associado com teor de P no solo de 110 mg dm-3 e foliar de 2,3 g kg-1

Downloads

Download data is not yet available.

Author Biographies

Marcos Antônio Vieira Batista, UFERSA
Pós-Graduando da UFERSA.
Renato de mello Prado, UNESP/FCAV
Doutor e Livre docente em Nutrição de Plantas pela UNESP. Professor de nutrição de plantas da UNESP Câmpus Jaboticabal.
Grazianny Andrade Leite, UFERSA
Pós-Graduando da UFERSA.
Published
2011-08-18
Section
Agricultural Sciences