Inibição de metaloproteinases por extratos aquosos de aloe vera, annona muricata e chá preto

  • Rosy Iára Maciel A. Ribeiro Universidade Federal de São João Del-Rei
  • Juliana Sayuri Kuribayashi
  • Paulo Cesar Borges Júnior
  • Marcelo Emílio Beletti
  • Foued Salmen Espíndola
  • Geovanni Dantas Cassali
  • Adriano Mota Loyola

Abstract

As Metaloproteinases de Matriz (MMPs) podem exercer importantes funções na remodelagem fisiológica e patológica da matriz extracelular. Elas são implicadas na progressão tumoral de muitas malignidades humanas interferindo em eventos angiogênicos, invasivos e metastáticos. Produtos obtidos de algumas plantas têm sido consistentemente associados a funções neoplásicas, possivelmente por reproduzir a atividade neutralizadora dos inibidores teciduais (TIMPs) das MMPs. No presente trabalho, investigou-se a inibição da atividade gelatinolítica das MMPs -2 e -9 por extratos aquosos (EA) de Aloe vera, chá preto e Annona muricata diluídos em tampão de ativação (TA, com cálcio). A atividade proteolítica das MMPs foi avaliada em ensaios zimográficos. Para avaliar o efeito inibitório dos produtos testados, géis foram seccionados e incubados em soluções contendo o TA e os EA em três diluições seriadas. Associação indireta foi observada entre o EA de A. vera e chá preto e a inibição da atividade de MMP-2. EA de A. muricata exerceu pequeno efeito inibitório na MMP-2 nas duas menores diluições. A atividade de MMP-9 foi consistentemente neutralizada por todos os EA testados, de forma dose-dependente. Estes resultados sugerem que os efeitos antitumorais verificados para os EA de A. vera, A. muricaca, e chá preto podem ser explicados parcialmente por sua atividade inibitória sobre as MMP-2 e -9.

Downloads

Download data is not yet available.
Published
2010-01-27
How to Cite
Ribeiro, R. I. M. A., Sayuri Kuribayashi, J., Borges Júnior, P. C., Beletti, M. E., Espíndola, F. S., Cassali, G. D., & Loyola, A. M. (2010). Inibição de metaloproteinases por extratos aquosos de aloe vera, annona muricata e chá preto . Bioscience Journal, 26(1). Retrieved from http://www.seer.ufu.br/index.php/biosciencejournal/article/view/7243
Section
Biological Sciences