Estrutura da comunidade arbórea em um fragmento de floresta estacional semidecidual localizada na reserva legal da fazenda Irara, Uberlândia, MG

  • Jamir Afonso do Prado Júnior Instituto de Biologia - Universidade Federal de Uberlândia
  • Vagner Santiago do Vale Pós Graduação em Ecologia e Conservação de Recursos Naturais - Universidade
  • Ana Paula de Oliveira Pós Graduação em Ecologia e Conservação de Recursos Naturais - Universidade
  • André Eduardo Gusson Pós Graduação em Ecologia e Conservação de Recursos Naturais - Universidade
  • Olavo Custódio Dias Neto Pós Graduação em Ecologia e Conservação de Recursos Naturais - Universidade
  • Sérgio de Faria Lopes Pós Graduação em Ecologia e Conservação de Recursos Naturais - Universidade
  • Ivan Schiavini Universidade Federal de Uberlândia

Abstract

Foi realizado o levantamento fitossociológico de um fragmento de floresta estacional semidecidual localizada na reserva legal da Fazenda Irara, Uberlândia - MG. O estudo analisou um hectare do fragmento utilizando 25 parcelas contíguas e sistemáticas de 20 x 20 m, onde todos os indivíduos vivos arbóreos com circunferência a altura do peito maior que 15 cm foram amostrados e identificados. As espécies foram classificadas quanto aos grupos sucessionais e síndromes de dispersão. Foram amostrados 945 indivíduos distribuídos em 73 espécies, 65 gêneros e 36 famílias. O valor de equabilidade e do índice de diversidade de Shannon foram 0,81 e 3,47, respectivamente. Neste fragmento 17% são espécies pioneiras, 49% secundárias iniciais e 34% secundárias tardias, demonstrando um estágio intermediário de sucessão. Ocorre alta porcentagem de espécies zoocóricas (77%), podendo indicar alta atividade da fauna dispersora.

Downloads

Download data is not yet available.

Author Biographies

Jamir Afonso do Prado Júnior, Instituto de Biologia - Universidade Federal de Uberlândia
Tem experiência na área de Ciências Biológicas, com ênfase em Ecologia Vegetal, atuando principalmente em fitossociologia, composição florística e estrutura de comunidades vegetais. Também já atuou na área de Bioquímica e Biofísica na purificação e caracterização de proteínas de peçonhas de serpentes.
Vagner Santiago do Vale, Pós Graduação em Ecologia e Conservação de Recursos Naturais - Universidade
Possui graduação em Ciências Biológicas pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU - 2005) e mestrado em Ecologia e Conservação de Recursos Naturais (UFU - 2008). Atualmente é doutorando com bolsa FAPEMIG em Ecologia e Conservação de Recursos Naturais (UFU). Tem experiência na área de Ecologia, com ênfase em Ecologia de Ecossistemas, atuando principalmente nos seguintes temas: Conservação e Ecologia de comunidades Vegetais.
Ana Paula de Oliveira, Pós Graduação em Ecologia e Conservação de Recursos Naturais - Universidade
Possui graduação em Ciências Biológicas pela Universidade Federal de Uberlândia (2002) e mestrado em Ecologia pela Universidade de Brasília (2005). Tem experiência na área de Ecologia, com ênfase em ECOLOGIA VEGETAL, atuando principalmente nos seguintes temas: ecologia de populações, levantamento fitossociológico, dinâmica de comunidades vegetais.
André Eduardo Gusson, Pós Graduação em Ecologia e Conservação de Recursos Naturais - Universidade
Possui graduação em Ciências Biológicas pela Universidade Federal de Uberlândia (2008). Tem experiência na área de Ecologia, com ênfase em Ecologia Vegetal, desenvolvendo trabalhos fitossociológicos em diferentes formações florestais. Atualmente é mestrando em Ecologia e Conservação dos Recursos Naturais na Universidade Federal de Uberlândia e desenvolve atividades junto a projetos de conservação conveniados pelo Consórcio CCBE/FUNDEP e FAPEMIG.
Olavo Custódio Dias Neto, Pós Graduação em Ecologia e Conservação de Recursos Naturais - Universidade
Possui graduação em Ciencias Biológicas e mestrado em Ecologia e Conservação de Recursos Naturais pela Universidade Federal de Uberlândia. Experiência na área de Ecologia, com ênfase em Ecologia Vegetal, atuando principalmente no seguinte tema: fragmentos florestais, coleta de sementes, cerrado.
Sérgio de Faria Lopes, Pós Graduação em Ecologia e Conservação de Recursos Naturais - Universidade
Possui graduação em Ciências Biológicas pela Universidade Federal de Uberlândia (2001) e mestrado em Ecologia e Conservação de Recursos Naturais pela Universidade Federal de Uberlândia (2004). Atualmente é pesquisador associado da Universidade Federal de Uberlândia. Tem experiência na área de Ecologia, com ênfase em Ecologia Vegetal, atuando principalmente nos seguintes temas: Fragmentos florestais, mata semidecídua, mata de galeria, fitossociologia, cerrado.
Ivan Schiavini, Universidade Federal de Uberlândia
Possui graduação em Ciencias Biológicas pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1980), mestrado em Ecologia pela Universidade de Brasília (1983) e doutorado em Ecologia pela Universidade Estadual de Campinas (1992). Atualmente é assessor da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais e Professor Associado I da Universidade Federal de Uberlândia. Tem experiência na área de Ecologia, com ênfase em Ecologia de Ecossistemas, atuando principalmente nos seguintes temas: formações florestais no Cerrado, ecologia de comunidades vegetais, cerrado e ecologia de populações vegetais.
Published
2010-06-21
How to Cite
Prado Júnior, J. A. do, Vale, V. S. do, Oliveira, A. P. de, Gusson, A. E., Dias Neto, O. C., Lopes, S. de F., & Schiavini, I. (2010). Estrutura da comunidade arbórea em um fragmento de floresta estacional semidecidual localizada na reserva legal da fazenda Irara, Uberlândia, MG . Bioscience Journal, 26(4). Retrieved from http://www.seer.ufu.br/index.php/biosciencejournal/article/view/7230
Section
Biological Sciences