Propriedades físicas e teor de carbono orgânico de um latossolo vermelho-amarelo do cerrado, sob diferentes coberturas vegetais

  • Eiyti Kato Universidade de Brasília
  • Maria Lucrecia Gerosa Ramos Universidade de Brasília
  • Débora de Faria Albernarz Vieira Ministério do Desenvolvimento Agrário
  • Anete Dutra Meira Empresa Baiana de Pesquisa Agropecuária
  • Viviane Coutinho Mourão Banco de Desenvolvimento Rural

Abstract

Os Latossolos têm sido largamente utilizados para a produção agrícola no Brasil. Nestes solos, cada vez mais a vegetação nativa vem sendo substituída por culturas agrícolas, pastagens e, nos últimos anos, grandes áreas têm sido plantadas com essências florestais. Este trabalho teve objetivo de avaliar o efeito de diferentes usos: cerrado, pastagem, pinus e eucalipto, nas propriedades físicas de um Latossolo Vermelho Amarelo. Foram avaliadas a estabilidade de agregados, teor de matéria orgânica, densidade do solo e de partículas e porosidade do solo. Os resultados mostraram que houve influência do uso do solo em algumas propriedades. O diâmetro médio ponderado (DMP), em geral, foi menor na camada de 20-30 cm, com exceção da área sob pinus, que apresentou resultado maior. O DMP no cerrado apresentou menor valor, a partir da camada de 10-20 cm. O teor de matéria orgânica foi maior na camada de 0-5 cm e semelhante nas outras camadas em todos os sistemas de uso. A densidade do solo (Ds) foi maior e a densidade de partículas (Dp) foi menor na área sob pastagem. Para todas as coberturas avaliadas, a Dp foi menor na camada de 0-5 cm. A porosidade do solo diminuiu a partir da camada de 10-20 cm, com exceção na pastagem que apresentou porosidade semelhante em todas as camadas estudadas.

Downloads

Download data is not yet available.
Published
2010-09-02
How to Cite
Kato, E., Gerosa Ramos, M. L., Vieira, D. de F. A., Meira, A. D., & Mourão, V. C. (2010). Propriedades físicas e teor de carbono orgânico de um latossolo vermelho-amarelo do cerrado, sob diferentes coberturas vegetais . Bioscience Journal, 26(5). Retrieved from http://www.seer.ufu.br/index.php/biosciencejournal/article/view/7191
Section
Agricultural Sciences