Produtividade do amaranto (Amaranthus Spp) sob adubação orgânica

  • Djeson Mateus Alves da Costa, Maxwell Pedro de Lima

Abstract

A cultura do amaranto, hoje pouca difundida no Brasil, pode se tornar uma alternativa para produção de forragem e grãos, por pequenos e médios produtores rurais do semi-árido do nordeste brasileiro, durante o período da estiagem. Este trabalho, realizado em casa de vegetação do Centro Federal de Educação Tecnológica do Rio Grande do Norte, foi desenvolvido para avaliar o desenvolvimento vegetativo e a produtividade do amaranto sob diferentes tipos e dosagens de adubação orgânica. O delineamento foi inteiramente casualizado, com treze tratamentos e quatro repetições. Foram avaliadas diferentes dosagens de estercos de bovino, de caprino e de minhoca (0, 10, 20, 30 e 40 t ha-1). O esterco de minhoca reduziu o tempo para o início da floração do amaranto em relação aos demais excrementos. No entanto, a produtividade de biomassa fresca e seca e de grãos do amaranto foi maximizada pelo uso do esterco de caprino comparada à obtida com os demais resíduos orgânicos.

Downloads

Download data is not yet available.

Author Biography

Djeson Mateus Alves da Costa, Maxwell Pedro de Lima
Professor, Doutor, do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte - Diretoria Institucional de Ensino e Ciência.
Published
2010-09-02
How to Cite
Costa, Maxwell Pedro de Lima, D. M. A. da. (2010). Produtividade do amaranto (Amaranthus Spp) sob adubação orgânica . Bioscience Journal , 26(5). Retrieved from http://www.seer.ufu.br/index.php/biosciencejournal/article/view/7152
Section
Agricultural Sciences