Indução de resistência em plantas à fitopatógenos

  • Fernanda Carvalho Barros
  • Sagata
  • Luciano César de Castro Ferreira
  • Fernando César Juliatti

Abstract

A indução de resistência em plantas a fitopatógenos é conhecida desde o século XX e, nos dias que seguem, fitopatologistas já conseguem perceber a enorme possibilidade do fenômeno de indução de resistência para o controle de doenças de plantas. Os mecanismos de resistência são ativados perto da área infectada para tentar prevenir a difusão do patógeno ou deter a contínua predação por insetos. A velocidade com que a planta reconhece a presença do agressor determina o tempo de resposta à invasão, desencadeando uma ou mais reações de defesa. A interação entre um patógeno e uma planta é dita 'compatível' quando ocorre doença e 'incompatível' quando não ocorre doença.___ABSTRACT: Plants have several defense mechanisms, even more efficient that apparently remain inactive or dormant, only triggered or activated, expressing itself after being exposed to these agents of induction. The following will discuss these agents of induction of resistance by external or internal factors of the plant. And the phenomenon of induced systemic resistance was conclusively demonstrated in the twentieth century and represents an important step for new strategies for control and management of diseases, reducing the use of traditional pesticides and pollution, which comes from meeting with the worldwide concern for preservation of the environment.

Downloads

Download data is not yet available.
Published
2010-03-23
How to Cite
Carvalho Barros, F., Sagata, de Castro Ferreira, L. C., & Juliatti, F. C. (2010). Indução de resistência em plantas à fitopatógenos . Bioscience Journal, 26(2). Retrieved from http://www.seer.ufu.br/index.php/biosciencejournal/article/view/7071
Section
Agricultural Sciences