Anatomia do tubo digestório de Leporinus macrocephalus Garavello & Britski, 1988 (Characiformes, Anostomidae) em relação ao seu habita alimentar

  • Sirlene Souza Rodrigues
  • Rodrigo Diana Navarro
  • Eliane Menin

Abstract

Visando relacionar características anatômicas do tubo digestório de Leporinus macrocephalus com seu hábito alimentar onívoro, foram analisados 20 exemplares desta espécie, com 22 a 28cm de comprimento-padrão. A anatomia do tubo digestório de L. macrocephalus é, em geral, semelhante a dos demais Anostomidae. O esôfago é curto e cilíndrico; o estômago é do tipo cecal em "Yâ€?; o intestino médio apresenta arranjo em "Nâ€?; e o intestino posterior é retilíneo e longo, sem valva e esfíncter íleorretais. O padrão de pregas da mucosa dos órgãos digestórios favorece as suas respectivas funções: no esôfago permite a distensão e facilita a passagem do alimento; no estômago, permite a distensibilidade da parede para recepção e armazenamento do alimento nas regiões cárdica e cecal, além do esvaziamento gástrico pela região pilórica; nas alças intestinais resulta em aumento da superfície, maior distensibilidade da parede intestinal, retardo no tempo de passagem do bolo alimentar e, conseqüentemente, maior exposição às enzimas digestivas e maior taxa de absorção dos nutrientes; e no intestino posterior, anteriormente ao ânus, permite a condução do bolo fecal e a sua expulsão do tubo digestório.

Downloads

Download data is not yet available.
Published
2008-09-17
How to Cite
Souza Rodrigues, S., Diana Navarro, R., & Menin, E. (2008). Anatomia do tubo digestório de Leporinus macrocephalus Garavello & Britski, 1988 (Characiformes, Anostomidae) em relação ao seu habita alimentar. Bioscience Journal, 24(3). Retrieved from http://www.seer.ufu.br/index.php/biosciencejournal/article/view/6860
Section
Artigos