Alimentação larval de Melipona (Hymenoptera, Apidae): estudo individual das células de cria.

  • Cristiano Menezes Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto - Universidade de
  • Ana Maria Bonetti Instituto de Genética e Bioquímica - Universidade Federal de Uberlândia
  • Isabel Marques Rodrigues Amaral Instituto de Genética e Bioquímica - Universidade Federal de Uberlândia
  • Warwick Estevam Kerr Instituto de Genética e Bioquímica - Universidade Federal de Uberlândia

Abstract

Existem poucos estudos acerca da qualidade e da constituição do alimento larval das abelhas sem ferrão. O objetivo do presente trabalho foi acrescentar dados sobre as características do alimento larval, que embasem futuras pesquisas sobre a influência da alimentação das larvas na determinação de castas no gênero Melipona. Um favo recém construído foi retirado de uma colônia forte de Melipona scutellaris e o alimento de 25 alvéolos foram estudados em relação ao volume total de alimento, volume da camada superior e inferior, quantidade e concentração de proteínas e atividades enzimáticas. Ficou evidenciado que o número de variáveis na alimentação larval não se restringe ao volume total (CV=14,19%) mas, também, à quantidade de proteínas da camada superior do alimento (CV=13,75%) e, principalmente, de pólen (CV=34,09%). O monitoramento dessas variáveis em diferentes estações do ano pode fornecer pistas sobre quais elementos da alimentação são refletidos na proporção de rainhas produzidas.

Downloads

Download data is not yet available.
Published
2007-12-05
How to Cite
Menezes, C., Bonetti, A. M., Amaral, I. M. R., & Kerr, W. E. (2007). Alimentação larval de Melipona (Hymenoptera, Apidae): estudo individual das células de cria. Bioscience Journal, 23. Retrieved from http://www.seer.ufu.br/index.php/biosciencejournal/article/view/6830