Produtividade de híbridos de milho verde experimentais e comerciais

  • Carlos Juliano Brant Albuquerque EPAMIG
  • Renzo Garcia Von Pinho UFLA
  • Renata da Silva

Abstract

Este trabalho foi conduzido com objetivo de avaliar o desempenho de 32 cultivares experimentais e 4 cultivares comerciais para produção de milho verde em Ijaci, localizada no sul de Minas Gerais. O delineamento utilizado foi de blocos ao acaso com duas repetições. Foram avaliadas sete características de interesse agronômico e comercial para a produção de milho verde. Os dados obtidos foram submetidos à análise de variância, decompondo o efeito das cultivares em cultivares comerciais, cultivares experimentais e cultivares comerciais versus cultivares experimentais. Também foram obtidos estimativas de correlação entre as diferentes características agronômicas dos híbridos. Entre as cultivares avaliadas há híbridos experimentais promissores com desempenho superior a híbridos comerciais amplamente utilizados no Brasil. Considerando todas características avaliadas, os híbridos GNS 02, GNS 23 e GNS 35 foram os mais promissores. É possível reduzir o número de características avaliadas em experimentos com milho verde, uma vez que existem associações entre as principais características avaliadas. A produtividade de espigas empalhadas e a cor dos grãos são características imprescindíveis nessa avaliação.

Downloads

Download data is not yet available.

Author Biographies

Carlos Juliano Brant Albuquerque, EPAMIG
Engenheiro agronomo, Mestre em fitotecnia, Pesquisador da EPAMIG/CTNM
Renzo Garcia Von Pinho, UFLA
Professor Adjunto, Doutor, Departamento de Agronomia, Universidade Federal de Lavras-UFLA
Renata da Silva
Engenheira Agronoma, Mestre em Fitotecnia
Published
2008-06-04
How to Cite
Juliano Brant Albuquerque, C., Garcia Von Pinho, R., & da Silva, R. (2008). Produtividade de híbridos de milho verde experimentais e comerciais. Bioscience Journal, 24(2). Retrieved from http://www.seer.ufu.br/index.php/biosciencejournal/article/view/6763
Section
Artigos