Exposure of workers to occupational heat during the application of phytosanitary products in coffee crop

  • Lucas Deleon Ramirio IFSULDEMINAS - Campus Inconfidentes
  • Paulo Henrique Siqueira Sabino UNIVERSIDADE JOSÉ DO ROSÁRIO VELLANO
  • Geraldo Gomes de Oliveira Júnior IFSULDEMINAS - CAMPUS MUZAMBINHO
  • Adriano Bortolotti da Silva UNIVERSIDADE JOSÉ DO ROSÁRIO VELLANO
  • Wilson Roberto Pereira IFSULDEMINAS - CAMPUS INCONFIDENTES
Keywords: Occupational Heat, WBGT, Acclimatization, Insalubrity

Abstract

During the application of phytosanitary products in coffee trees, workers may be exposed to temperatures that could compromise their health. Exposure to occupational heat can lead to progressive dehydration, cramps, exhaustion and the possibility of thermal shock. Thus, knowing the levels of occupational heat that workers are exposed becomes important. This study aimed to evaluate workers’ occupational exposure to heat during the application of phytosanitary products with manual costal pump in the coffee crops. The case study was developed at the IFSULDEMINAS school farm - Campus Inconfidentes in the months of September and October 2017. The occupational heat in the coffee crop was evaluated using the WBGTAVERAGE method, using TGD 400 thermal stress meter. The WBGT values found were compared to the exposure limits of NR 15 for the purposes of insalubrity classification and with NHO 06 for acclimatized and non-acclimatized workers. The results showed that the WBGT found is below the tolerance limit of NR 15, for the month of September. In October, the tolerance limit was exceeded in the period from 11:00 a.m. to 2:59 p.m., considering a continuous heavy activity and rest in the workplace, and the activity considered unhealthy. Considering the criteria of the NHO 06 it was observed that the limits of occupational exposure were exceeded in the month of October, for acclimatized and non-acclimatized workers. In September the occupational exposure limit of NHO 06 was exceeded only for non-acclimated workers. Therefore, the workers should be submitted to acclimatization during the phytosanitary application activity in the month of October.

Downloads

Download data is not yet available.

Author Biographies

Lucas Deleon Ramirio, IFSULDEMINAS - Campus Inconfidentes

Mestre em Sistemas de Produção na Agropecu´ária (2019), graduado em Engenharia Elétrica ênfase Telecomunicações pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (2007), Técnico em Segurança do Trabalho pelo IF Sul de Minas Gerais Campus Muzambinho (2011) e pós-graduado em Engenharia de Segurança do Trabalho pela Unifenas (2014). 

Paulo Henrique Siqueira Sabino, UNIVERSIDADE JOSÉ DO ROSÁRIO VELLANO

Engenheiro Agrônomo pela Universidade José do Rosário Vellano (UNIFENAS). É mestre e doutor em entomologia pela Universidade Federal de Lavras (UFLA). Atualmente é professor da Fundação de Ensino Tecnológico de Alfenas – FETA. Atua na área de agronomia com ênfase em Entomologia Agrícola no Manejo Integrado de Pragas.

Geraldo Gomes de Oliveira Júnior, IFSULDEMINAS - CAMPUS MUZAMBINHO

Doutorando em Agricultura Sustentável UNIFENAS (inicio 2016), Mestre em Sistemas de Produção UNIFENAS (2015), especialista em Meio Ambiente e Engenharia Sanitária UNIFENAS (2013), Biólogo graduado pelo Centro Universitário do Sul de Minas (2010), Técnico em Gestão Ambiental (2008), Segurança do Trabalho (2001) e Agropecuária (1998). Professor do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sul de Minas Gerais - IFSULDEMINAS, Campus Muzambinho, atuando nos cursos: Técnico Segurança do Trabalho, Técnico em Alimentos, Tecnologia em Cafeicultura, Pós-Graduação em Cafeicultura.

Adriano Bortolotti da Silva, UNIVERSIDADE JOSÉ DO ROSÁRIO VELLANO

Graduado em Agronomia pela Universidade Federal de Lavras (1997), mestrado em Agronomia (Fitotecnia) pela Universidade Federal de Lavras (2001) e doutorado em Agronomia (Fitotecnia) pela Universidade Federal de Lavras (2006). Atualmente é professor da Universidade José do Rosário Vellano (UNIFENAS). Coordenador do Mestrado Profissional em Sistemas de Produção na Agropecuária e do Doutorado em Agricultura Sustentável. As principais áreas de atuação são: Cultura de Tecidos de Plantas, Produção Vegetal, Agricultura Sustentável e Consultoria na área de Biofábricas de micropropagação de plantas.

Wilson Roberto Pereira, IFSULDEMINAS - CAMPUS INCONFIDENTES

Possui graduação em Pedagogia pela FACULDADE DE FILOSOFIA, CIÊNCIAS E LETRAS DE OURO FINO (1992), graduação em Formação de Professores de Disciplinas Especializadas pelo Centro Federal de Educação Tecnológica do Paraná (1999) e mestrado em Agronomia (Fitotecnia) pela Universidade Federal de Lavras (2005), Doutorado em Agronomia (Fitotecnia) pela Universidade Federal de Lavras (2009), Pós-Doutorado em Agronomia (Fitotecnia) pela Universidade Federal de Lavras (2012). Atualmente trabalha com apoio aos projetos de pesquisa e extensão do IFSULDEMINAS – Campus Inconfidentes. Tem experiência na área de Agronomia, com ênfase em OLERICULTURA.

Published
2020-03-25
How to Cite
Ramirio, L. D., Sabino, P. H. S., Júnior, G. G. de O., Silva, A. B. da, & Pereira, W. R. (2020). Exposure of workers to occupational heat during the application of phytosanitary products in coffee crop. Bioscience Journal, 36(4). https://doi.org/10.14393/BJ-v36n4a2020-47906
Section
Health Sciences