Uso do extrato de folhas de Mangifera indica L. e da mangiferina na lesão aterosclerótica em camundongos ApoE-/-

  • Bruna Moraes Araújo Universidade Federal de Viçosa
  • Reggiani Vilela Gonçalves Departamento Básico-Área da Saúde, Universidade Federal de Juiz de Fora, Campus Governador Valadares, MG, Brasil
  • Maria do Carmo Gouveia Peluzio Departamento de Nutrição e Saúde, Universidade Federal de Viçosa, Viçosa-MG, Brasil
  • João Paulo Viana Leite Departamento de Bioquímica e Biologia Molecular, Universidade Federal de Viçosa, Viçosa-MG, Brasil
  • Gepoliano dos Santos Chaves Departamento de Bioquímica e Biologia Molecular, Universidade Federal de Viçosa, Viçosa-MG, Brasil
  • Silvia Oliveira Lopes Departamento de Nutrição e Saúde, Universidade Federal de Viçosa, Viçosa-MG, Brasil
  • Cibele do Carmo Miranda Departamento de Bioquímica e Biologia Molecular, Universidade Federal de Viçosa, Viçosa-MG, Brasil
  • José Humberto de Queiroz Departamento de Bioquímica e Biologia Molecular, Universidade Federal de Viçosa, Viçosa-MG, Brasil

Abstract

As folhas de Mangifera indica L são importantes como fonte de compostos fenólicos, especialmente mangiferina, que apresentam propriedades antidiabética, hipolipemiante, antioxidante e anti-inflamatória. O estudo teve como objetivo avaliar os efeitos do extrato etanólico de folhas de M. indica e da mangiferina isolada sobre a lesão aterosclerótica em camundongos ApoE-/-. Métodos: Camundongos ApoE-/- com 15 semanas de idade foram divididos aleatoriamente em 4 grupos de acordo com o tratamento, por gavagem, durante 56 dias: controle (veículo, dimetil sulfóxido); E200 (200 mg/kg/dia de extrato da folha de M. indica), E400 (400 mg/kg/dia de extrato da folha de M. indica); M40 (40 mg/kg/dia de mangiferina). Parâmetros sanguíneos foram dosados utilizando-se kits enzimáticos e as lesões ateroscleróticas foram avaliadas pelo método en face. Resultados: O extrato seco apresentou 17% de mangiferina. Os níveis sanguíneos de colesterol total, frações HDLc e LDLc e triacilgliceróis, bem como o percentual de deposição lipídica no arco aórtico e aorta torácica não diferiram significativamente entre os grupos (p>0,05). Conclusão: A administração do extrato de folhas de M. indica e da mangiferina em camundongos ApoE-/- não afetou a lipidemia e não diminuiu as lesões ateroscleróticas pré-existentes.

Downloads

Download data is not yet available.

Author Biography

Bruna Moraes Araújo, Universidade Federal de Viçosa
Doutora em Bioquímica agrícola, Departamento de Bioquímica e Biologia Molecular
Published
2014-09-03
How to Cite
Araújo, B. M., Gonçalves, R. V., Peluzio, M. do C. G., Leite, J. P. V., Chaves, G. dos S., Lopes, S. O., Miranda, C. do C., & de Queiroz, J. H. (2014). Uso do extrato de folhas de Mangifera indica L. e da mangiferina na lesão aterosclerótica em camundongos ApoE-/- . Bioscience Journal, 30(6). Retrieved from http://www.seer.ufu.br/index.php/biosciencejournal/article/view/22967
Section
Biological Sciences