Número de folhas e de plantas para estimação da média do índice spad em crambe

  • Alberto Cargnelutti Filho Universidade Federal de Santa Maria
  • Marcos Toebe Universidade Federal de Santa Maria
  • Sidinei José Lopes Universidade Federal de Santa Maria

Abstract

O objetivo deste trabalho foi determinar o número de folhas e de plantas necessário para a estimação da média do índice SPAD em crambe, cultivar 'FMS Brilhante'. Em um experimento foram selecionadas, aleatoriamente, 66 plantas. Nessas plantas, foi mensurado o índice SPAD em seis folhas, escolhidas aleatoriamente em cada planta, aos 34 e 40 dias após a emergência, totalizando 396 folhas em cada avaliação. A partir dos dados do índice SPAD, foram calculadas medidas de tendência central e de variabilidade, verificadas a normalidade e a homogeneidade de variâncias. Foram realizadas análises de variância com base no modelo hierárquico (variação entre plantas e variação entre folhas dentro de plantas). O número de folhas, necessário para a estimação da média do índice SPAD, em cada momento de avaliação (34 e 40 dias após emergência), foi determinado por reamostragens, com reposição. Mensurar uma folha por planta, em 36 plantas (36 folhas), é suficiente para a estimação da média do índice SPAD de crambe, com amplitude do intervalo de confiança de 95% igual a três.

Downloads

Download data is not yet available.

Author Biographies

Alberto Cargnelutti Filho, Universidade Federal de Santa Maria
Bolsista de Produtividade em Pesquisa 2 Alberto Cargnelutti Filho concluiu o doutorado em Agronomia pela Universidade Federal de Santa Maria em 2002. Atualmente é Professor Adjunto II do Departamento de Fitotecnia da Universidade Federal de Santa Maria. Atua na área de Estatística Experimental, com ênfase em Técnicas Experimentais, Planejamento de Experimentos, Biometria aplicada ao Melhoramento Genética Vegetal e Climatologia Estatística. Em seu currículo Lattes os termos mais frequentes na contextualização da produção científica, tecnológica e artístico-cultural são: Zea mays L., Phaseolus vulgaris L., avaliação de cultivares, precisão experimental, probabilidade, tamanho de amostra.
Marcos Toebe, Universidade Federal de Santa Maria
Cursei o ensino fundamental e médio na Escola Estadual de Ensino Médio Olivia de Paula Falcão no município de Erval Seco, situado na região noroeste do RS. No ano de 2005, ingressei no curso de graduação em Agronomia da Universidade Federal de Santa Maria. Durante o período de graduação, fui bolsista IC-CNPq no setor de Química e Fertilidade dos Solos (Departamento de Solos da UFSM) e, posteriormente, fui bolsista IC-CNPq no setor de Experimentação Vegetal (Departamento de Fitotecnia da UFSM), auxiliando na realização dos ensaios anuais de competição de cultivares de milho transgênicas, precoces e superprecoces do estado do Rio Grande do Sul. Nos últimos cinco anos participei de diversos experimentos realizados com a finalidade de determinar o planejamento experimental, além do estudo de relações existentes entre caracteres de culturas como crambe, nabo forrageiro, mamona, feijão guandu, feijão de porco, mucuna cinza, tremoço branco, entre outras. Realizei o curso de mestrado no Programa de Pós-Graduação em Agronomia da UFSM (Conceito 5), com bolsa da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, resultando no trabalho de dissertação "Não-normalidade multivariada e multicolinearidade em análise de trilha na cultura de milho". Atualmente sou bolsista de doutorado no Programa de Pós-Graduação em Agronomia da UFSM - bolsa do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), com projeto de tese sobre o dimensionamento amostral para análise de trilha de caracteres de milho. Possuo cerca de 30 artigos publicados em revistas das ciências agrárias e mais de 100 trabalhos publicados em congressos científicos.
Sidinei José Lopes, Universidade Federal de Santa Maria
possui graduação em Agronomia pela Universidade Federal de Santa Maria (1990), mestrado em Agronomia pela Universidade Federal de Santa Maria (1993) e doutorado em Agronomia pela Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz", Universidade de São Paulo (2003). Atualmente é Professor Adjunto da Universidade Federal de Santa Maria, ministrando a disciplina de Experimentação Agrícola e Florestal para os Cursos de Graduação em Agronomia e Engenharia Florestal, e as disciplinas de Delineamentos Experimentais e Análise e Interpretação de Experimentos nos programas de pós-graduação em Agronomia, Agrobiologia e Engenharia Agrícola. Prestou consultoria ah doc nas revistas: Pesquisa Agropecuária Brasileira, Ciência Rural, Revista Brasileira de Agrometeorologia e Revista Caatinga. Tem experiência na área de Experimentação Agrícola, com ênfase em Planejamento de Experimentos, atuando principalmente nos seguintes temas: técnicas experimentais, estatística experimental, modelos de crescimento e amostragem.
Published
2013-08-08
How to Cite
Cargnelutti Filho, A., Toebe, M., & Lopes, S. J. (2013). Número de folhas e de plantas para estimação da média do índice spad em crambe . Bioscience Journal, 29(5). Retrieved from http://www.seer.ufu.br/index.php/biosciencejournal/article/view/21842
Section
Agricultural Sciences