Giberelina, citocinina e auxina na qualidade química de bagas de uva 'Superior Seedless'

  • Elisangela Clarete Camili Universidade Federal de Mato Grosso
  • João Domingos Rodrigues Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" - UNESP
  • Elizabeth Orika Ono Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" - UNESP

Abstract

Os experimentos foram conduzidos no município de Juazeiro/BA com a finalidade de avaliar o efeito de reguladores vegetais compostos por giberelina, citocinina e auxina na qualidade química de bagas de uva do cultivar Superior Seedless. No primeiro ensaio estudaram-se os efeitos de Stimulate (biorregulador) e X-Cyte (citocinina) associado a uma nova formulação comercial de giberelina (N-Large) e ao Pro-Gibb, produto usualmente utilizado como fonte de giberelina, aplicados via pulverização na fase de desenvolvimento das bagas (18, 21, 51 e 56 dias após a poda de produção). Para tanto se empregou os seguintes tratamentos: T1: Pro-Gibb; T2: Stimulate (Dose 1); T3: Stimulate (Dose 2); T4: Stimulate (Dose 3); T5: Pro-Gibb + X-Cyte (Dose Baixa - DB); T6: Pro-Gibb + X-Cyte (Dose Média - DM); T7: Pro-Gibb + X-Cyte (Dose Alta - DA); T8: N-Large; T9: N-Large + X-Cyte (DB); T10: N-Large + X-Cyte (DM); T11: N-Large + X-Cyte (DA). O segundo ensaio teve por objetivo verificar o efeito da nova formulação de giberelina (N-Large) associada ou não a citocinina (X-Cyte) também aplicados via pulverização direcionada aos cachos na fase de desenvolvimento das bagas (17, 55 e 66 dias após a poda de produção). Assim, os seguintes tratamentos foram empregados: T1: Pro-Gibb; T2: N-Large (DB); T3: N-Large (DM); T4: N-Large (DA); T5: N-Large (DB) + X-Cyte (DB); T6: N-Large (DB) + X-Cyte (DM); T7: N-Large (DB) + X-Cyte (DA); T8: N-Large (DM) + X-Cyte (DB); T9: N-Large (DM) + X-Cyte (DM); T10: N-Large (DM) + X-Cyte (DA); T11: N-Large (DA) + X-Cyte (DB); T12: N-Large (DA) + X-Cyte (DM); T13: N-Large (DA) + X-Cyte (DA). O delineamento experimental foi em blocos ao acaso com quatro repetições, onde se considerou cada parcela uma repetição com três plantas úteis na mesma linha de plantas. Por ocasião da colheita, momento em que a média dos cachos apresentava teor de sólidos solúveis superior a 15 ºBrix, foram retiradas bagas para as análises de sólidos solúveis, pH, acidez titulável e, cálculo do ratio (SS/AT). Em ambos os ensaios os reguladores vegetais avaliados não proporcionaram alterações significativas nas características químicas das bagas de uva 'Superior Seedless'. Assim, a ausência de diferença de resposta entre o produto comercialmente empregado (Pro-Gibb) e os demais testados (Stimulate, X-Cyte e N-Large) os torna promissores no cultivo da uva 'Superior Seedless', fornecendo maior número de alternativas aos produtores da região do Vale do São Francisco.

Downloads

Download data is not yet available.

Author Biographies

Elisangela Clarete Camili, Universidade Federal de Mato Grosso
Possui graduação em Engenharia Agronômica pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (2001), mestrado em Agronomia (Horticultura) pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (2004) e doutorado em Agronomia (Horticultura) pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (2007). Atualmente é professora Adjunta da Universidade Federal de Mato Grosso - UFMT. Tem experiência na área de Fruticultura e Olericultura, atuando no ensino, pesquisa e extensão, principalmente nos seguintes temas: fitotecnia e fisiologia vegetal, com ênfase em reguladores vegetais.
João Domingos Rodrigues, Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" - UNESP
Professor Titular (1998) da Universidade Estadual Paulista - UNESP. Tem experiência na área de Botânica, com ênfase em Fisiologia Vegetal e Fisiologia da Produção Vegetal, atuando principalmente nos seguintes temas: relações hídricas, fotossíntese, desenvolvimento, reguladores e hormônios vegetais, fisiologia vegetal e fisiologia pós-colheita.
Elizabeth Orika Ono, Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" - UNESP
Professora Adjunta/Livre-Docente do Departamento de Botânica, do Instituto de Biociências de Botucatu, da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho. Atua na área de Fisiologia Vegetal, atuando principalmente nos seguintes temas: crescimento, reguladores vegetais, enraizamento de estacas e germinação de sementes.
Published
2013-09-13
How to Cite
Camili, E. C., Rodrigues, J. D., & Ono, E. O. (2013). Giberelina, citocinina e auxina na qualidade química de bagas de uva ’Superior Seedless’ . Bioscience Journal, 29(6). Retrieved from http://www.seer.ufu.br/index.php/biosciencejournal/article/view/21839
Section
Agricultural Sciences