Resposta cardiovascular a três diferentes exercícios contra resistência para o músculo deltóide = Cardiovascular response in three different resistance exercises to the deltoid muscle

  • Raquel Caroline de Assis de Jesus Universidade Federal de Juiz de Fora
  • Osvaldo Costa Moreira Instituto de Ciências Biológicas e da Saúde - Universidade Federal de Viçosa - Campus Florestal
  • Cláudia Eliza Patrocínio de Oliveira Departamento de Educação Física - Centro de Ciências Biológicas e da Saúde - Universidade Federal de Viçosa
  • Leonice Aparecida Doimo Departamento de Educação Física - Centro de Ciências Biológicas e da Saúde - Universidade Federal de Viçosa
  • Walace David Monteiro Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Abstract

Comparar as resposta da frequência cardíaca (FC), pressão arterial e duplo produto (DP) em três diferentes exercícios contra resistência (ECR) para o músculo deltóide. Foram avaliados os exercícios elevação lateral com halter (EL), elevação frontal com halter (EF) e desenvolvimento sem giro com halter (DE), em 17 homens (21,47 ± 1,7 anos) com experiência mínima de seis meses com ECR. O protocolo de avaliação constou de: repouso de 10 minutos, para aferição da pressão arterial sistólica (PAS) e diastólica (PAD) e da FC; realização de 3 séries de 8 repetições a 75% de 1RM, com um minuto e meio de intervalo entre as séries e 48 horas entre os testes, com posterior aferição da PAS, PAD e FC, após a última repetição. Notou-se diferença estatisticamente significante para todas as variáveis, com exceção da PAD, do repouso para o exercício. Foram observados aumentos significantes nas variáveis FC, da 1ª série para a 3ª série, nos exercícios de EL e EF, e no DP, da 1ª série para a 3ª série, no exercício de EL. Além disso, as variáveis PAS, na 3ª série executada (p=0,012) e DP na 2ª série (p=0,044) e 3ª série (p=0,002) foram maiores no exercício de EL, quando comparado ao DE. A resposta cardiovascular foi mais elevada durante o exercício de Elevação lateral, promovendo aumento considerável das variáveis pressão arterial sistólica e duplo produto.

Downloads

Download data is not yet available.

Author Biographies

Raquel Caroline de Assis de Jesus, Universidade Federal de Juiz de Fora
Bacharel e Licenciada em Educação Física pela Universidade Federal de Viçosa. Especialista em em Atividade Física em Saúde e Reabilitação Cardíaca pela Universidade Federal de Juiz de Fora.
Osvaldo Costa Moreira, Instituto de Ciências Biológicas e da Saúde - Universidade Federal de Viçosa - Campus Florestal
Bacharel e Licenciado em Educação Física pela Universidade Federal de Viçosa. Especialista em Musculação e Personal Trainning pela Universidade Castelo Branco. Mestre em Educação Física pela Universidade Federal de Viçosa. Atualmente, é professor Assistente 2 do Curso de Educação Física da Universidade Federal de Viçosa - Campus Florestal. Tem experiência na área de Educação Física, com ênfase em Atividade Física e Saúde, Fisiologia do Exercício, Avaliação Física e Funcional, Treinamento de Força e Fatores de Risco Cardiovascular
Cláudia Eliza Patrocínio de Oliveira, Departamento de Educação Física - Centro de Ciências Biológicas e da Saúde - Universidade Federal de Viçosa
Possui Licenciatura e Bacharelado em Educação Física pela Universidade Federal de Viçosa (2008). Especialista em Musculação e Personal Trainning pela Universidade Castelo Branco (2008). Mestre em Educação Física pela Universidade Federal de Viçosa (2009) sendo que a área de pesquisa permeou atividade física, envelhecimento e resistência da musculatura abdominal. Atualmente, é professora Assistente e Coordenadora do Curso de Educação Física da Universidade Federal de Viçosa. Tem experiência na área de Educação Física, com ênfase em Ginástica, Envelhecimento e Saúde do Idoso, Ginástica Artística e Atividades Circenses. Saúde e Ginástica são áreas de constante interesse.
Leonice Aparecida Doimo, Departamento de Educação Física - Centro de Ciências Biológicas e da Saúde - Universidade Federal de Viçosa
possui graduação em Educação Física pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (1988) , especialização em Bases Biológicas da Performance Humana pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (1990) , mestrado em Educação Física pela Universidade de São Paulo (1998) , doutorado em Saúde Pública pela Universidade de São Paulo (2003) e aperfeicoamento em Condicionamento Físico p/ Prevent. e Cardiopatas pelo Instituto do Coração da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (1990) . Atualmente é Professor Ajunto IV da Universidade Federal de Viçosa e Membro de corpo editorial da Revista Mineira de Educação Física. Tem experiência na área de Educação Física. Atuando principalmente nos seguintes temas: envelhecimento, idosos, uso do tempo.
Walace David Monteiro, Universidade do Estado do Rio de Janeiro
Possui curso de Licenciatura Plena Em Educação Física pela Fundação Oswaldo Aranha (1984), Mestrado em Educação Física pela Universidade Gama Filho (1994) e Doutorado em Educação Física pela Universidade Gama Filho (2003). Em 1993 ingressou no Laboratório de Fisiologia do Exercício do Instituto de Ciências da Atividade Física da Aeronáutica, atuando como pesquisador. Em 1995 passou a coordenar o referido laboratório, permanecendo na função até 2008. Iniciou a docência no ensino superior em 2002 na Universidade Gama Filho, permanecendo até 2004. No mesmo ano, ingressou como Professor Adjunto da Universidade do Estado do Rio de Janeiro, onde além de docente exerce a função de Chefe do Departamento de Desportos Indivíduais e pesquisador do Laboratório de Atividade Física e Promoção da Saúde (LABSAU). Também é docente da Universidade Salgado de Oliveira, atuando como Professor do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Atividade Física. Tem experiência nas áreas de fisiologia do exercício, cineantropometria e treinamento desportivo. No momento, desenvolve as seguintes linhas de pesquisa: estudo das respostas cardiorrespiratórias ao exercício, aspectos metodológicos da prescrição de exercícios, e envelhecimento e exercício. Em 2011 iniciou trabalho como consultor em fisiologia do exercício no Comitê Olímpico Brasileiro, onde vem atuando na avaliação funcional e preparação de atletas de alto rendimento, bem como na estruturação do Laboratório de Fisiologia do Exercício do Laboratório Olímpico. Os temas mais comuns envolvidos em seus trabalhos são: avaliação funcional, treinamento de força, treinamento aeróbio, treinamento de flexibilidade, respostas cardiovasculares ao exercício, exercícios para populações com necessidades especiais (idosos e indivíduos com doenças cardiovasculares).
Published
2013-09-30
Section
Health Sciences