Decomposição da serrapilheira, diversidade e funcionalidade de invertebrados do solo em um fragmento de floresta atlântica

  • Guilherme Henrique Almeida Pereira Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro
  • Marcos Gervasio Pereira Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro
  • Lúcia Helena Cunha dos Anjos Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro
  • Thiago de Azevedo Amorim Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro
  • Carlos Eduardo Gabriel Menezes Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Estado do Rio de Janeiro

Abstract

Florestas de borda têm características de estádios iniciais de sucessão. No entanto, essas florestas em estádio inicial produzem folhas de decomposição mais difícil e tem uma menor diversidade de invertebrados do solo que participam da decomposição da serrapilheira. Assim, é provável que a decomposição da camada de serrapilheira e a fauna do solo sejam influenciadas por características da borda em fragmentos recém criados. O objetivo desse estudo foi avaliar a decomposição da serrapilheira e a comunidade de invertebrados do solo em um fragmento de floresta Atlântica localizado em Pinheiral, RJ. Litter bags e armadilhas pittfall foram instaladas na borda e no interior do fragmento para avaliar a perda de massa da serrapilheira e a fauna do solo, respectivamente. A serrapilheira se decompôs de maneira mais lenta na borda, onde houve menor diversidade da fauna do solo e maior expressão de invertebrados micrófagos. Já no interior, onde houve maior diversidade da fauna do solo e maior atividade de invertebrados saprófago-predadores, a decomposição da serrapilheira mostrou tendência de ser mais rápida. Nesse sentido, a fragmentação em florestas secundárias pode retardar a dinâmica de decomposição da serrapilheira e, dessa forma, influenciar na ciclagem dos nutrientes na camada superficial do solo.

Downloads

Download data is not yet available.

Author Biographies

Guilherme Henrique Almeida Pereira, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro
Biólogo e Gestor Ambiental, Mestre em Ciências Ambientais e Florestais
Marcos Gervasio Pereira, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro
Doutor, Professor Associado IV do Instituto de Agronomia, Departamento de Solos
Lúcia Helena Cunha dos Anjos, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro
Doutor, Professor Associado IV do Instituto de Agronomia, Departamento de Solos
Thiago de Azevedo Amorim, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro
Mestre, Técnico do Herbário RBR, Instituto de Biologia, Departamento de Botânica
Carlos Eduardo Gabriel Menezes, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Estado do Rio de Janeiro
Doutor, Professor Adjunto, campus Nilo Peçanha - Pinheiral
Published
2013-09-13
How to Cite
Pereira, G. H. A., Pereira, M. G., Anjos, L. H. C. dos, Amorim, T. de A., & Menezes, C. E. G. (2013). Decomposição da serrapilheira, diversidade e funcionalidade de invertebrados do solo em um fragmento de floresta atlântica . Bioscience Journal, 29(5). Retrieved from http://www.seer.ufu.br/index.php/biosciencejournal/article/view/18017
Section
Biological Sciences