Produção animal, composição química e digestibilidade de forrageiras tropicais em sistema de integração lavoura-pecuária

  • Alexandre Krutzmann Universidade Estadual de Maringá
  • Ulysses Cecato Universidade Estadual de Maringá
  • Geraldo Tadeu Santos Universidade Estadual de Maringá
  • Daniela Andressa Lino Universidade Estadual de Maringá
  • José Augusto Horst Associação Paranaense dos Criadores de Bovinos da Raça Holandesa e Programa de Análise de Rebanhos Leiteiros do Paraná (APCBRH/PARLPR)
  • Ossival Lolato Ribeiro Universidade Federal da Bahia

Abstract

Os objetivos neste trabalho foram avaliar a composição química, digestibilidade in vitro da matéria seca (DIVMS) em forrageiras tropicais implantadas sob métodos de plantio em sucessão a cultura da soja, bem como a produção e composição química do leite de vacas cruzadas. Utilizou-se pastos de Brachiaria ruziziensis implantados sob dois métodos de plantio em linha e sobressemeadura, assim como Brachiaria brizantha cv. Marandu, sob plantio em linha, ambos consorciados com Panicum maximum Jacq. cv. Tanzânia-1 e semeados em sucessão a cultura da soja nos meses de fevereiro/março de 2009. O período de pastejo teve início em 10/08/2009 e finalizado em 26/09/2009. As áreas pastoris foram manejadas em sistema de lotação contínua, para tal, foram utilizadas 24 vacas cruzadas Holandês x Zebu, com peso médio de 470 kg de PV, em um delineamento de blocos ao acaso, com oito vacas por tratamento. As frações lâminas foliares tinham em média teores de proteína, fibra em detergente neutro e digestibilidade in vitro de, 13,07, 58,68 e 58,95, respectivamente. Da mesma forma, a produção de leite não diferiu entre os tratamentos, apresentando valores médios de 9,13 kg/vaca.dia, com teores médios de gordura e proteína de 3,30% e 3,20%. Vacas cruzadas Holandês x Zebu, com potencial de produção de leite de até 10 kg por dia podem ser manejadas em pastos de B. ruziziensis e capim-marandu, consorciados com capim-tanzânia, quando implantados em sistema de integração lavoura-pecuária com taxa de lotação de 3,71 UA/ha.

Downloads

Download data is not yet available.

Author Biographies

Alexandre Krutzmann, Universidade Estadual de Maringá
Mestre em Zootecnia pela Universidade Estadual de Maringá
Ulysses Cecato, Universidade Estadual de Maringá
Professor do Centro de Ciências Agrárias Área: Forragicultura e Pastagens
Geraldo Tadeu Santos, Universidade Estadual de Maringá
Professor do Centro de Ciências Agrárias Área: Produção animal, Bovinocultura de leite
Daniela Andressa Lino, Universidade Estadual de Maringá
Doutora em Zootecnia pelo Programa de Pós-graduação em Zootecnia da Universidade Estadual de Maringá
José Augusto Horst, Associação Paranaense dos Criadores de Bovinos da Raça Holandesa e Programa de Análise de Rebanhos Leiteiros do Paraná (APCBRH/PARLPR)
Químico do Programa de Análise de Rebanhos Leiteiros do Paraná
Ossival Lolato Ribeiro, Universidade Federal da Bahia
Professor do Centro de Ciências Agrárias Área: Produção animal, Forragicultura
Published
2014-02-12
How to Cite
Krutzmann, A., Cecato, U., Santos, G. T., Lino, D. A., Horst, J. A., & Ribeiro, O. L. (2014). Produção animal, composição química e digestibilidade de forrageiras tropicais em sistema de integração lavoura-pecuária . Bioscience Journal, 30(2). Retrieved from http://www.seer.ufu.br/index.php/biosciencejournal/article/view/15039
Section
Agricultural Sciences