Diferentes concentrações de sais do meio ms e bap na multiplicação in vitro de Physalis peruviana L.

  • Filipe Almendagna Rodrigues Universidade Federal de Lavras
  • Edwaldo dos Santos Penoni Universidade Federal de Lavras
  • Joyce Dória Rodrigues Soares Universidade Federal de Lavras
  • Moacir Pasqual Universidade Federal de Lavras

Abstract

A Physalis peruviana L. pertence à família Solanaceae, representa um grande potencial econômico, sendo classificada como fruta fina, a exemplo do mirtilo, framboesa, cereja, amora e pitaya. Ainda tem consumo restrito por causa do alto valor agregado, em decorrência da produção limitada, do manejo da colheita, da exigência em mão-de-obra, dos cuidados no transporte e da armazenagem. Objetivou-se com este trabalho a adequação de protocolo para indução de brotações in vitro. O material vegetal utilizado foram segmentos caulinares (de aproximadamente 2 cm, contendo duas gemas) de Physalis peruviana L., oriundos da germinação das sementes in vitro. O meio de cultura básico utilizado foi o de MS nas seguintes concentrações: 0, 25, 50, 75 e 100%, combinadas com diferentes concentrações de BAP: 0, 0,5, 1,0 e 2,0 mg L-1. A adição da citocinina 6-benzilaminopurina (1,3 mg L-1) no meio MS com 50% dos sais foi eficiente para a multiplicação in vitro de Physalis peruviana L.

Downloads

Download data is not yet available.

Author Biographies

Filipe Almendagna Rodrigues, Universidade Federal de Lavras
Departamento de Agricultura/Cultura de Tecidos
Edwaldo dos Santos Penoni, Universidade Federal de Lavras
Departamento de Agricultura/Fruticultura
Joyce Dória Rodrigues Soares, Universidade Federal de Lavras
Departamento de Agricultura/Cultura de Tecidos
Moacir Pasqual, Universidade Federal de Lavras
Departamento de Agricultura/Cultura de Tecidos
Published
2013-02-05
How to Cite
Rodrigues, F. A., Penoni, E. dos S., Soares, J. D. R., & Pasqual, M. (2013). Diferentes concentrações de sais do meio ms e bap na multiplicação in vitro de Physalis peruviana L . Bioscience Journal, 29(1). Retrieved from http://www.seer.ufu.br/index.php/biosciencejournal/article/view/13518
Section
Agricultural Sciences