Produção de biomassa e composição química de adubos verdes cultivados no vale do ribeira

  • Juliana Domingues Lima Campus Experimental de Registro - UNESP
  • Ronaldo Kazuo Sakai ESALQ
  • Michel Aldrighi

Abstract

A contribuição da adubação verde com leguminosas para melhoria do solo e produção agrícola depende em primeiro lugar da produção de biomassa e da sua composição química, que variam em função da espécie, região e estação de cultivo. Objetivo do presente trabalho foi avaliar a composição química da biomassa produzida por adubos verdes no Vale do Ribeira, São Paulo, Brasil. Para tal, foi conduzido um experimento em Pariquera-Açu-SP, no ano agrícola 2006/2007, em blocos casualizados, com quatro tratamentos (três adubos verdes e vegetação espontânea) e cinco repetições. Aos 30, 60, 90 e 120 dias após a semeadura, foram coletadas amostras em 1 m² da parte aérea das plantas e determinada a matéria fresca e seca, bem como a composição da biomassa. Crotalária, guandu e mucuna produziram, em ordem decrescente, as maiores quantidades de biomassa e foram mais eficientes do que a vegetação espontânea. A biomassa produzida pelos adubos verdes apresentou qualidade superior à produzida pela vegetação espontânea. Crotalária e guandu apresentam maior proporção de matéria seca acumulada no caule que possui baixo teor de N, alta relação C/N e L/N, variáveis que tornam a decomposição dos resíduos mais lenta. A análise particionada da matéria seca permite indicação mais precisa da composição química dos resíduos e a previsão da disponibilidade dos nutrientes no solo.

Downloads

Download data is not yet available.

Author Biography

Juliana Domingues Lima, Campus Experimental de Registro - UNESP
Engenheira Agrônoma
Published
2012-10-04
How to Cite
Lima, J. D., Sakai, R. K., & Aldrighi, M. (2012). Produção de biomassa e composição química de adubos verdes cultivados no vale do ribeira . Bioscience Journal, 28(5). Retrieved from http://www.seer.ufu.br/index.php/biosciencejournal/article/view/13484
Section
Agricultural Sciences