Disponibilidade de fósforo em solos com diferentes texturas após aplicação de doses crescentes de fosfato monoamônico de liberação lenta

  • Vanessa Júnia Machado Maria José Machado e Valter Machado de Camargos
  • Carlos Henrique Eiterer de Souza

Abstract

A disponibilidade de P no solo é dependente do seu teor de argila, quanto maior o seu teor e o tempo de permanência do P no solo, maior sua adsorção e menor sua disponibilidade. O uso de fontes de liberação lenta podem aumentar esta disponibilidade, uma vez que o revestimento impede o contado do fertilizante com os óxidos, diminuindo sua adsorção. O experimento foi conduzido no Laboratório de análises de fertilidade do solo CeFert, localizado no Campus do Centro Universitário de Patos Minas, em Minas Gerais. Objetivou-se quantificar os teores de P disponível, após incubação de solos com diferentes texturas. Os tratamentos foram testemunha (sem aplicação de P) e doses crescentes de P2O5 (50; 100; 200 e 400 mg dm-3), utilizando o fosfatado monoamônico de liberação controlada, em solo argiloso, médio e arenoso. Avaliou-se o P disponível aos 30, 60 e 90 dias da incubação do fertilizante com o solo. Os resultados demonstraram que o solo argiloso apresentou maior disponibilidade do nutriente quanto maior a dose aplicada.

Downloads

Download data is not yet available.
Published
2012-02-02
How to Cite
Machado, V. J., & Souza, C. H. E. de. (2012). Disponibilidade de fósforo em solos com diferentes texturas após aplicação de doses crescentes de fosfato monoamônico de liberação lenta . Bioscience Journal, 28(1). Retrieved from http://www.seer.ufu.br/index.php/biosciencejournal/article/view/12413
Section
Supplement 1 - XXXIII Congresso Brasileiro de Ciência do Solo