Diversidade de fungos micorrízicos e colonização radicular, em forrageiras solteiras e em consórcio com milho

  • Maria Lucrecia Gerosa Ramos Universidade de Brasília, Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária
  • Maria Luiza de Freitas Konrad Universidade Federal do Tocantins, Curso de Pedagogia e Biologia, Laboratório de Biologia
  • Douglas Edmilson Silva Universidade de Brasília
  • Walter Quadros Ribeiro Júnior Embrapa Cerrados
  • Laryssa Maria Teles Batista Universidade de Brasília

Abstract

O sistema de manejo interfere nas propriedades microbiológicas do solo, que por sua vez afeta a ciclagem de nutrientes, alterando,, portanto,a sua sustentabilidade. Dentre os vários indicadores microbiológicos do solo, estão a quantificação e qualificação de esporos de fungos micorrízicos e sua colonização radicular. O objetivo deste trabalho foi avaliar o efeito de forragens e/ou culturas em consórcio, na população micorrízica autóctone, através da análise quantitativa e qualitativa de esporos no solo e colonização radicular das culturas e/ou pastagens. As culturas e/ou forragens plantados em cada piquete foram: 1. Brachiaria humidicola; 2. Panicum maximum cv. Aruana; 3. Milho (Zea mays) + Panicum maximum cv. Aruana; 4. Milho + Brachiaria humidicola; 5. Soja (Glycine max); 6. Soja. A colonização micorrízica influenciada pela interação entre plantas; os dados mostraram que a presença do Panicum maximum cv. Aruana, em comparação com Brachiaria humidicula, alterou a colonização radicular do milho. Parece ocorrer associação preferencial de espécies de fungos a determinados hospedeiros. Os gêneros de maior ocorrência após a implantação das culturas e forragens são: Glomus sp, Acaulospora sp e Scutelospora cerradensis.

Downloads

Download data is not yet available.
Published
2012-04-19
How to Cite
Ramos, M. L. G., Konrad, M. L. de F., Silva, D. E., Ribeiro Júnior, W. Q., & Batista, L. M. T. (2012). Diversidade de fungos micorrízicos e colonização radicular, em forrageiras solteiras e em consórcio com milho . Bioscience Journal, 28(2). Retrieved from http://www.seer.ufu.br/index.php/biosciencejournal/article/view/12255
Section
Agricultural Sciences