Cena e ficção na Poética de Aristóteles: o caráter

  • Edélcio Mostaço

Resumo

O pensamento e o caráter conhecem vínculos indissolúveis atando-os à trama, uma vez que suas gestações geminadas os fazem não apenas surgir de um mesmo impulso expressivo, como a articular uma mesma voz ― ouvida na elocução. Na acepção das causalidades, pode-se dizer que o pensamento se impõe como a causa motriz, e o caráter a causa formal na conformação de cada agente/personagem ― cuja variabilidade na espécie dependerá das qualidades apostas pelo poeta a cada um em seu instante de concepção.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Edélcio Mostaço

Doutor em Artes Cênicas pela Universidade de São Paulo (USP). Professor do Departamento de Artes Cênicas e do Programa de Pós-graduação em Teatro da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc). Pesquisador do CNPq. Autor, entre outros livros, de Incursões & excursões: a cena no regime estético. Rio de Janeiro: Pequeno Gesto, 2018. 

Referências

ARISTÓTELES. Poétique. Paris: Seuil, 1980.

ARISTÓTELES. Política, Livro VIII.

BURNS, Edward. Character: acting and being on the pre-modern stage. New York: St. Martin Press, 1990.

CAUQUELIN, Anne. Aristóteles. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 1995.

DETIÈNNE, Marcel. Les maitres de verité dans la Gréce archaïque. Paris: Maspero, 1967.

DUPONT-ROC, Roselyne et LALLO, Jean. Introduction. In: ARISTÓTELES. Poétique. Paris: Seuil, 1980.

HIPÓCRATES. Da natureza, IV. Hippocratic writings. Chicago: The University of Chicago/Encyclopaedya Britannica, 1952.

JAEGER, Werner. Paideía. São Paulo: Herder, 1966.

MALINOWSKI, Bronislaw. O problema do significado em linguagens primitivas. In: OGDEN, C. K. e RICHARDS, I. A. O significado de significado: um estudo da influência da linguagem. Rio de Janeiro: Zahar, 1972.

MEYER, Michel. Les philosophes et les passions. Paris: PUF, 2007.

MUÑOZ, Alberto Alonso. Liberdade e causalidade: ação, responsabilidade e metafísica em Aristóteles. São Paulo: Discurso, 2002.

SAÏD, Suzanne. La faute tragique. Paris: Maspero, 1978.

VERGNIÈRES, Solange. Ética e política em Aristóteles: physis, êthos, nómos. São Paulo: Paulus, 1998.

VERNANT, Jean-Pierre e VIDAL NAQUET, Pierre. Mito e tragédia na Grécia antiga I. São Paulo: Duas Cidades, 1977.

VERNANT, Jean-Pierre. Mito e pensamento entre os gregos. São Paulo: Difel, 1973.

Publicado
2020-06-10
Como Citar
Mostaço, E. (2020). Cena e ficção na Poética de Aristóteles: o caráter. Artcultura, 22(40), 277-288. https://doi.org/10.14393/artc-v22-n40-2020-56980
Seção
Primeira mão