A folclorização do popular: uma operação de resistência à mundialização da cultura, no Brasil dos anos 50

Tânia da Costa Garcia

Resumo




O presente e artigo tem por objetivo analisar as diferentes apropriações do conceito de música folclórica pela Revista de Música Popular e pela Revista do Rádio, a fim de preservar ou simplesmente designar um determinado repertório que, na década de 50, contrapunha-se ao mainstream. A folclorização da canção popular significou, neste tempo de utopias de progresso, uma forma de afirmar a identidade nacional, supostamente comprometida pela dinâmica de uma sociedade que, via mercado, se mundializava. A presença de um repertório estrangeiro ou de seus elementos fusionados com a canção local, foram percebidos como uma ameaça à cultura nacional.

keywords:

PALAVRAS-CHAVE:


folclore; canção popular; tradição; mundialização da cultura.


ABSTRACT:


This article aims to analyze the various appropriations of the concept of folk music by the Journal of Popular Music and the Journal of Radio, in order to preserve or simply designate a particular repertoire that, in the 50s, went against the mainstream. The folklorization of popular song meant, in that time of utopias of progress, a way of asserting national identity, allegedly committed by the dynamics of a society that, by the market, was getting globalized. The presence of a foreign repertoire or its fused elements with local song, were perceived as a threat to national culture.


KEYWORDS:


folklore; popular song; tradition; globalization of culture.


Texto completo:

PDF