A ensaística de Hannah Arendt em "A crise na educação"

  • Luiz Marcos da Silva Filho Universidade Federal de São Carlos
Palavras-chave: Crise, Educação, Modernidade, Autoridade, Tradição

Resumo

Neste artigo, proponho uma leitura do ensaio de Hannah Arendt "A crise na educação" que o apreenda como um exercício de pensar. Assim, os problemas, argumentos, conceitos, das quatro seções do ensaio serão examinados como constitutivos de um movimento argumentativo cujo ponto de partida são aspectos particulares de uma crise na educação em direção às suas causas gerais e mais profundas, oriundas da crise da Modernidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Luiz Marcos da Silva Filho, Universidade Federal de São Carlos
Foi Profesor Adjunto II de Filosofia na Universidade Federal de Lavras (UFLA). Atualmente realiza pós-doutorado em Filosofia na Universidade Federal de São Carlos (UFSCar).
Publicado
2019-12-18
Como Citar
Silva Filho, L. M. da. (2019). A ensaística de Hannah Arendt em "A crise na educação". EDUCAÇÃO E FILOSOFIA, 33(67). Recuperado de http://www.seer.ufu.br/index.php/EducacaoFilosofia/article/view/43064
Seção
Artigos