O Pensar Compreensivo e o Inflacionamento do Pensar Informativo na Educação

  • Fábio César Junges Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões (Santo
  • Antonio Escandiel de Souza Universidade de Cruz Alta (UNICRUZ)
  • Adair Adams Universidade de Cruz Alta (UNICRUZ)
Palavras-chave: Internet, Pesquisa, Estudante, Escola, Conto

Resumo

O artigo apresenta argumentos que versam sobre a questão da pesquisa nas escolas sob a perspectiva das novas tecnologias e de seus desafios. O objetivo é mostrar os riscos que se corre nas pesquisas diante do novo cenário que se vive, baseado na internet. Ao mesmo tempo em que são disponibilizados materiais da melhor qualidade, obras de autores clássicos e de pesquisas recentes mais avançadas das mais diversas áreas do conhecimento, os resultados interpretativos destes estão aquém das pesquisas que os mesmos exigem. O artigo trabalha com a hipótese de que nunca se teve tanto acesso e condições para pesquisa na escola quanto na atualidade, mas que, talvez, seja o momento em que a ideia de pesquisa, em sua história, esteja mais enfraquecida. Este momento reflexivo se apresenta em forma de "conto", enquanto tentativa de superação de uma linguagem tecnocibernética.

Palavras-chave: Internet. Pesquisa. Estudante. Escola. Conto. 

Data de registro: 16/04/2018

Data de aceite: 26/09/2018

Comprehensive Thinking and Inflating Thinking in Education

Abstract: The article presents arguments that deal with the question of research in schools from the perspective of new technologies and their challenges. The objective is to show the risks that are run in the researches before the new scenario that is lived, based on the internet. At the same time as the best quality materials, the works of classic authors and more advanced recent research of the most diverse areas of knowledge are available, their interpretive results fall short of the research they require. The article works with the hypothesis that one has never had so much access and conditions for research in the school as in the present time, but that, perhaps, is the moment in which the idea of research, in its history, is more weakened. This reflexive moment presents itself in the form of a "tale", as an attempt to overcome a techno-cybernetic language.

Keywords: Internet. Search. Student. School. Tale.

El Pensamiento Comprensivo y el Inflación del Pensamiento Informativo em la Educación

Resumen: El artículo presenta argumentos que versan sobre la cuestión de la investigación en las escuelas desde la perspectiva de las nuevas tecnologías y de sus desafíos. El objetivo es mostrar los riesgos que se corren en las investigaciones ante el nuevo escenario que se vive, basado en internet. Al mismo tiempo que están disponibles materiales de la mejor calidad, obras de autores clásicos y de investigaciones recientes más avanzadas de las más diversas áreas del conocimiento, los resultados interpretativos de éstos están por debajo de las investigaciones que los mismos exigen. El artículo trabaja con la hipótesis de que nunca se tuvo tanto acceso y condiciones para investigación en la escuela como en la actualidad, pero que tal vez sea el momento en que la idea de investigación en su historia esté más debilitada. Este momento reflexivo se presenta en forma de "cuento", como intento de superación de un lenguaje tecnocibernético.

Palabras claves: Internet. La investigación. Estudiante. La escuela. Tale.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fábio César Junges, Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões (Santo

Doutor em Teologia pela Faculdades EST. Professor da Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões (URI).

Antonio Escandiel de Souza, Universidade de Cruz Alta (UNICRUZ)

Doutor em Estudos da Linguagem - Linguística Aplicada pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Professor titular III e professor e coordenador do Programa de Pós-Graduação em Práticas Socioculturais e Desenvolvimento Social - Mestrado da Universidade de Cruz Alta (UNICRUZ).

Adair Adams, Universidade de Cruz Alta (UNICRUZ)

Doutor em Educação nas Ciências pela Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul (UNIJUI). Professor da Universidade de Cruz Alta (UNICRUZ).

Referências

AGAMBEN, Giorgio. La humanidad, clase peligrosa. Disponível em: <http://edant.clarin.com/diario/2004/01/20/o-02701.htm>. Acesso em: jan. de 2014.

ARENDT, Hannah. A condição humana. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2007, p. 10.

______. Entre passado e futuro. São Paulo: Perspectiva, 1997.

ASSIS, Machado. Dom Casmuro. Rio de Janeiro: Nova Aguilar, 1982.

BARBOSA FILHO, André e CASTRO Cosette. Comunicação digital: educação, tecnologia e novos comportamentos. São Paulo: Paulinas, 2008.

BAUDRILHARD, Jean. Cultura y simulacro. Barcelona: Kairós, 1978.

BAUMAN, Zigmunt. Modernidad líquida. Buenos Aires: Fondo de Cultura Econômica, 2002.

CITELLI, Adilson Odair; COSTA, Maria Cristina Castilho (Orgs.). Educomunicação: construindo uma nova área de conhecimento. São Paulo: Paulinas, 2011.

FEENBERG, Andrew. Do essencialismo ao construtivismo: a filosofia da técnica numa encruzilhada. Disponível em: http://www.sfu.ca/~andrewf/books/Portug1.htm Acesso em maio de 2014.

FERRARI, Pollyana et al. Hipertexto, hipermídia. São Paulo: Contexto, 2010.

FERRY, Jean-Marc. Filosofia da comunicação. São Paulo: Paulus, 2007.

FLICKINGER, Hans-Georg. Para quê filosofia da educação: 11 teses. Perspectiva, Florianópolis, v. 16, n. 29, p. 15-22, jan./jun. 1998.

GADAMER, Hans-Georg. Verdade e método II. Petrópolis: Vozes, 2002.

_______. O caráter oculto da saúde. Petrópolis: Vozes, 2011, p. 33.

HEIDEGGER, Martin. Serenidad. Disponível em: <http://www.heideggeriana.com.ar/textos/serenidad.htm>. Acesso em: jun. de 2013a.

_______. Ensaios e conferências. Petrópolis: Vozes, 2006.

MARQUES, Mario Osorio. A aprendizagem na mediação social do aprendido e da docência. Ijuí: UNIJUÍ, 2006.

Publicado
2018-12-21
Como Citar
Junges, F. C., Souza, A. E. de, & Adams, A. (2018). O Pensar Compreensivo e o Inflacionamento do Pensar Informativo na Educação. EDUCAÇÃO E FILOSOFIA, 32(66). https://doi.org/10.14393/REVEDFIL.issn.0102-6801.v32n66a2018-12
Seção
Artigos