Linguagem e acordos linguísticos em Aristóteles: contribuições para uma educação artística, poética e retórica

  • Erika Natacha Fernandes de Andrade Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto - Universidade de São Paulo
  • Marcus Vinicius da Cunha Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto - Universidade de São Paulo
Palavras-chave: Aristóteles. Linguagem. Educação. Arte. Retórica.

Resumo

* Doutora em Educação pela Universidade Estadual Paulista (UNESP) "Júlio de Mesquita Filho". Professora do Curso de Pedagogia da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto, da Universidade de São Paulo (USP) - Ribeirão Preto.

** Doutor em Educação pela Universidade de São Paulo (USP). Professor do Curso de Pedagogia e do Programa de Pós-graduação em Educação da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo - Ribeirão Preto.

Apoio: CNPq.

Linguagem e acordos linguísticos em Aristóteles: contribuições para uma educação artística, poética e retórica

Resumo:Filiado ao movimento de revisão da filosofia aristotélica iniciado no século XX, e seguindo uma das linhas de investigação do Grupo de Pesquisa Retórica e Argumentação na Pedagogia (USP/CNPq), este texto aborda as noções de linguagem e acordos linguísticos presentes no discurso de Aristóteles. Ao valorizar o logos como imprescindível à atualização de uma psique apta a conduzir acordos coletivos e elaborar discursos internos virtuosos, Aristóteles situa a educação no âmbito de um universo artístico, poético e retórico. O projeto educacional aristotélico oferece força e poder ao homem, com o intuito de melhorar a sua vivência em coletividade e consolidar a felicidade individual, que é indissociável da construção da polis ideal.

Palavras-chave: Aristóteles. Linguagem. Educação. Arte. Retórica.

Language and linguistic agreements in Aristotle: Contributions to an artistic, poetic, and rhetorical education

Abstract: Affiliated to the movement of revision of the Aristotelian philosophy initiated in the 20th century, and following one of the lines of inquiry in the Rhetoric and Argumentation in Education Research Group (USP/CNPq), this text discusses the notions of language and of linguistic agreements in Aristotle's discourse. Emphasizing the essentiality of the logos to actualize a psyche which is able to conduct collective bargaining and to elaborate virtuous internal speeches, Aristotle places education within an artistic, poetic, and rhetorical universe. The Aristotelian educational project offers strength and power to human beings, aiming at improving personal experience in community and at consolidating individual happiness, which is inseparable from the construction of the ideal polis.

Keywords: Aristotle. Language. Education. Art. Rhetoric.

Lenguaje y acuerdos lingüísticos en Aristóteles: Contribuciones para una educación artística, poética y retórica

Resumen:Adepto al movimiento de revisión de la filosofía aristotélica iniciado en el siglo XX, y según una de las líneas de investigación del Grupo de Investigación Retórica y Argumentación en Pedagogía (USP/CNPq), este texto aborda las nociones de lenguaje y acuerdos lingüísticos presentes en el discurso de Aristóteles. Al reconocer el logos como esencial para la actualización de una psique apta a conducir acuerdos colectivos y desarrollar discursos internos ejemplares, Aristóteles sitúa la educación en el ámbito de un universo artístico, poético y retórico. El proyecto educacional aristotélico ofrece fuerza y poder al hombre, con el mirada de mejorar su experiencia en colectividad y fortalecer a una felicidad individual, que es inseparable de la construcción de la polis ideal. 

Palabras clave: Aristóteles. Lenguaje. Educación. Arte. Retórica.

Data de registro: 31/10/2015

Data de aceite: 23/03/2016

Referências:

ANGIONI, Lucas. Introdução à teoria da predicação em Aristóteles. Campinas: UNICAMP, 2006.

______. As noções aristotélicas de substância e essência. Campinas: UNICAMP, 2008.

ARISTÓTELES. De memoria. In: ARISTÓTELES. De sensu and De memoria. Tradução de G. R. T. Ross. Cambridge: Cambridge University, 1906.

______. Arte poética. In: ______. Arte retórica e arte poética. Tradução de Antônio Pinto de Carvalho. São Paulo: Difusão Europeia do Livro, 1964a.

______. Arte retórica. In: ______. Arte retórica e arte poética. Tradução de Antônio Pinto de Carvalho. São Paulo: Difusão Europeia do Livro, 1964b.

______. Analíticos posteriores. In: ______. Órganon. Tradução de Edson Bini. Bauru: EDIPRO, 2005a.

______. Categorias. In: ______. Órganon. Tradução de Edson Bini. Bauru: EDIPRO, 2005b.

______. Tópicos. In: ______. Órganon. Tradução de Edson Bini. Bauru: EDIPRO, 2005c.

______. De anima. Tradução de Maria Cecília Gomes dos Reis. São Paulo: 34, 2006a.

______. Metafísica. Tradução de Edson Bini. São Paulo: EDIPRO, 2006b.

______. Ética a Nicômaco. Tradução de Edson Bini. São Paulo: EDIPRO, 2007.

______. A política. Tradução de Nestor Silveira. São Paulo: Folha de São Paulo, 2010a.

______. Partes dos animais. In: MESQUITA. António Pedro (Org.). Obras completas de Aristóteles. Tradução Maria de Fátima S. Silva. Lisboa: Centro de Filosofi a da Universidade de Lisboa e Imprensa Nacional Casa da Moeda, 2010b.

______. Da interpretação. Tradução José Veríssimo Teixeira da Mata. São Paulo: Unesp, 2013.

AUROUX, Sylvain. A filosofia da linguagem. Tradução de José Horta Nunes. Campinas: UNICAMP, 1998.

BERTI, Enrico. Aristóteles no século XX. Traduçãode Dion Davi Macedo. São Paulo: Loyola, 1997.

CASSIN, Bárbara. Aristóteles y el linguistic turn. In: CASSIN, Bárbara. Nuestros griegos y sus modernos. Estrategias contemporâneas de apropriación de la antigüedad. Traduçãode Irene Agoff. Argentina: Manantial Uruguay, 1994.

______. Aristóteles e o lógos: contos da fenomenologia comum. Tradução de Luiz Paulo Rouanet. São Paulo: Loyola, 1999.

CASTRO, Susana. A teoria aristotélica da substância. Rio de Janeiro: Contraponto, 2008.

CHAMBLISS, Joseph James. Educational theory as theory of conduct: from Aristotle to Dewey. New York: State University of New York, 1987.

EIRE, A. López. Rhetoric and language. In: WORTHINGTON, Ian. A companion to Greek rhetoric. United Kingdom: Wiley-Blackwell, 2010.

GHIRALDELLI Jr., Paulo. Introdução à fi losofi a. Barueri: Manole, 2003.

MATA, José Veríssimo Teixeira. Comentários. In: ARISTÓTELES. Da interpretação. São Paulo: Unesp, 2013.

MEYER, Michel. Prefácio: Aristóteles ou a retórica das paixões. In: ______. Retórica das paixões. Tradução de Isis Borges B. da Fonseca. São Paulo: Martins Fontes, 2000.

MODRAK, Deborah K. W. Aristotle's theory of language and meaning. Cambridge: Cambridge University, 2001.

PERINE, Marcelo. Quatro lições sobre a ética de Aristóteles. São Paulo: Loyola, 2006.

ROHDEN, Luiz. O poder da linguagem: a arte retórica de Aristóteles. 2. ed. Porto Alegre: EdiPUCRS, 2010.

REALE, Giovanni. História da fi losofi a antiga: das origens a Sócrates. Volume I. Tradução de Marcelo Perine. 4. ed. São Paulo: Loyola, 2002.

ROSS, G. R. T. Introduction and commentary. In: ARISTÓTELES. De sensu and De memoria. Tradução de G. R. T. Ross. Cambridge: Cambridge University, 1906.

SANDEL, Michael J. Justiça: o que é fazer a coisa certa. Tradução de Heloísa Matias e Maria Alice Máximo. 10. ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2013.

VOILQUIN, Jean; CAPELLE, Jean. Introdução. In: ARISTÓTELES. Arte retórica e arte poética. Tradução de Antônio Pinto de Carvalho. São Paulo: Difusão Europeia do Livro, 1964.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Erika Natacha Fernandes de Andrade, Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto - Universidade de São Paulo
Educadora do Curso de Pedagogia da Universidade de São Paulo
Marcus Vinicius da Cunha, Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto - Universidade de São Paulo
Professor de Filosofia da Educação do Curso de Pedagogia da Universidade de São Paulo
Publicado
2016-11-29
Como Citar
Andrade, E. N. F. de, & Cunha, M. V. da. (2016). Linguagem e acordos linguísticos em Aristóteles: contribuições para uma educação artística, poética e retórica. EDUCAÇÃO E FILOSOFIA, 30(2016ESP), 243-268. https://doi.org/10.14393/REVEDFIL.issn.0102-6801.v30nEspeciala2016-p243a268
Seção
Dossiê Retórica e Educação