A vontade amorosa de mudar o mundo: reflexiones sobre uma práctica pedagógica

Marina Patricio Arruda, Geraldo Antonio Rosa

Resumo


* Doutora em Serviço Social e Pós-doutora em Educação pela PUCRS. Professora e Pesquisadora dos Programa de Pós-graduação em Educação (PPGE) e Ambiente e Saúde (PPGAS) da Universidade do Planalto Catarinense (UNIPLAC), Lages-SC.

**Doutor em Teologia: Religião e Educação pela Escola Superior de Teologia (EST-RS). Professor e Pesquisador do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade da Universidade de Caxias do Sul-RS.

A vontade amorosa de mudar o mundo: reflexiones sobre una práctica pedagógica

Resumo: Este texto sintetiza uma proposta de reflexão baseada nas ideias do educador brasileiro Paulo Freire e do chileno Humberto Maturana. A vontade amorosa de mudar o mundo é o ponto comum encontrado na produção intelectual dos referidos autores para apoiar essa reflexão e o cultivo do amor, o caminho para a realização humana e alternativa para aqueles que ambicionam a paz. Nesse sentido, este artigo teve por objetivo discutir a amorosidade como pressuposto de mudança da prática pedagógica de professores. O desenvolvimento profissional como um processo que acontece em longo prazo, por meio do qual diferentes tipos de oportunidades e experiências se somam, é tensionado pelas exigências do momento histórico atual. Filhos de uma era moderna, aprendemos a valorizar a condição racional do humano e a desprezar o emocional. Marcados por esse paradigma, alguns professores ainda buscam um processo formativo que transcenda a titulação e a capacitação puramente técnica para que possam se questionar a partir da práxis do viver. Seguindo essas orientações, buscamos organizar um artigo fundamentado em discussões teóricas que recomendam a “vontade amorosa de mudar o mundo” como um caminho possível à reflexão e à construção de uma nova esperança para o profissional da educação. Compreendemos que educar pelo amor é favorecer a cooperação entre os seres humanos e não a competição. Escutar o outro é um ato amoroso, e nós, professores, passamos a problematizar a qualidade de nossa escuta para refletir sobre nossa prática pedagógica.

Palavras-chave: Amorosidade. Escuta. Desenvolvimento profissional. Prática pedagógica.

Loving the will to change the world: reflections on teaching practice

Abstract: This paper summarizes a proposal for a reflection based on the thoughts of Brazilian educator Paulo Freire and Chilean Humberto Maturana. The loving will to change the world is the common point found in the intellectual production of these authors to support this reflection and the cultivation of love, the path to human fulfillment and alternative for those who aspire to peace. Thus, this article aims to discuss the loveliness as an assumption of change of teachers’ pedagogical practice. Professional development, as a long term process through which different types of opportunities and experiences add up, is strained by the demands of the present moment. Children of a modern age, we learn to value the rational condition of the human being and neglect our emotional capacity. Marked by this paradigm, some teachers still seek a training process that transcends the purely technical titling and training so that they can raise question from the praxis of living. Following these guidelines, we have sought to write this article based on theoretical discussions that recommend "a loving will change the world" as a possible way to reflect upon and foster renewed hope for the education professional. We understand that educating with love is to foster cooperation and not competition between human beings. Listening to the other is an act of love, and we teachers start to question the quality of our listening to reflect upon our teaching practice.

Keywords: Loveliness. Listening. Professional development. Pedagogical practice.

La voluntad amorosa de cambiar el mundo: reflexiones sobre una práctica pedagógica

Resumen: A voluntad amorosa de la vida o de la vida. Este artículo tuvo por objetivo discutir a la amorosidad como prensa de la transformación de la práctica pedagógica de profesores. Herdeiros de una era moderna, aprendemos a valorizar una condición racional del humano y un desprezar o emocional. Marcados por este paradigma, todavía buscamos un proceso formativo que transcenda una titulación y una capacidad de puramente técnica para que poseen los cuestionarios a partir de práxis do viver. Educar por el amor es favorecer un cooperación entre los seres humanos. Aceitar el desafío de la amorosidad es posibilitar una instauración de un pensamiento complejo con vistas a la modificación y el resgate del fundamento del humano.

Palabras-clave: Amorosidad. Práctica pedagógica. Pensamiento complejo.

Data de registro: 16/08/2014

Data de aceite: 26/08/2015

Referências:

BOAVENTURA SANTOS, S. A crítica da Razão Indolente: contra o desperdício da experiência, v. 1. São Paulo: Cortez, 2000.

FREIRE, P. Pedagogia do Oprimido. 10.ed., Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1981.

______. Educação como Prática da Liberdade. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1989.

______. Extensão ou Comunicação? Tradução de Rosisca Darcy de Oliveira. 10. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1992.

______. Pedagogia da Autonomia. Saberes Necessários à Prática Educativa. São Paulo: Paz e Terra, 1997.

______. Pedagogia dos Sonhos Possíveis. São Paulo: UNESP, 2001.

LUCARELLI, Elisa. Paradojas de um rol: el asesor pedagógico en la universidad. In: ______. (Org.). El asesor pedagógico en la universidad: de la teoria pedagógica a la práctica en la formación. Buenos Aires: Paidós, 2004.

MARCELO GARCIA, Carlos. Desenvolvimento Profissional: passado e futuro. Sísifo – Revista das ciências da educação, n. 08, p. 7–22, jan./abr. 2009.

MATURANA, Humberto R. De Máquinas y Seres Vivos, autopoiesis de la organización de lo vivo. Santiago de Chile: Editorial Universitária, 1997.

______. Emoções e linguagem na educação e na política. Belo Horizonte: UFMG, 1998.8b.

______. A ontologia da realidade. Belo Horizonte: Editora da UFMG, 2001.

MORIN, E. Ciência Com Consciência. Lisboa: Europa-América, 1982.

______. O Método III - O Conhecimento do conhecimento. Lisboa: Europa-América, 1986.

______. Introdução ao pensamento complexo. 2. ed. Lisboa: Instituto Piaget, 1990.

______. Terra Pátria. Porto Alegre: Sulina, 1995.

______. A cabeça bem-feita: repensar a reforma, reformar o pensamento. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil: 2000.

ROMÃO, José Eustáquio. Educação no século XXI saberes necessários segundo Freire e Morin, EccoS Rev. Cient., Uninove, São Paulo, v. 2 n. 2, p. 27–43, 2000.

ROUANET, S. P. As razões do Iluminismo. São Paulo: Companhia das Letras, 1987.

SILVA, Vini Rabassa. As concepções de pesquisa do racionalismo ao caos: alguns momentos fundamentais. In: ______. Fenômeno: uma teia complexa de relações. Organizado por Julieta Beatriz Ramos Desaulniers. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2000.

TARDIF, Maurice. Saberes docentes e formação profissional. 5.ed. Petrópolis: Vozes, 2002.

 


Palavras-chave


Amorosidade. Escuta. Desenvolvimento profissional. Prática pedagógica.

Texto completo:

PDF


Direitos autorais 2017 Marina Patricio Arruda, Geraldo Antonio Rosa

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

   


Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

ISSN Impresso: 0102-6801  e  ISSN Eletrônico: 1982-596X

Revista Qualis A2 em Educação e  B1 em Filosofia, ano base de 2015.

Associada às bases de dados: Repertoire Bibliographique dela Philosophie, The Philosopher’s Index, CIAFIC, SHS/DC, IRESIE, LATINDEX,  Refdoc, Biblioteca Brasileira de Educação, Sumários de Revistas Brasileiras, DIADORIM, EDUC@, PhilPapers Journal.

  

 

A Revista Educação e Filosofia está vinculada a: 

 

Atribuição de Registro DOI: