A FILOSOFIA DA EDUCAÇÃO DE RICHARD RORTY: CONSERVADORISMO E ELITISMO OU REFORMISMO E EDIFICAÇÃO PRIVADA?

Ricardo Corrêa Araujo

Resumo


O objetivo deste artigo é apresentar a Filosofia da Educação de Richard Rorty, através da sua análise da educação como sendo dividida em dois processos distintos: socialização e individualização. A seguir, pretende-se mostrar duas críticas, a de conservadorismo e a de elitismo, que se dirigem a estes processos. Finalmente, será feita uma redescrição das posições de Rorty, atribuindo um caráter reformista ao seu aparente conservadorismo e um caráter privado à individualização supostamente elitista, a fim de enfraquecer a força daquelas críticas.

Abstract

This paper aims of is to present Richard Rorty’s Philosophy of Education, through his analysis of the education as being divided into two distinct processes: socialization and individualization. Thereafter, it is intended to show two critiques, of conservadorism and elitism, that are addressed to these processes. Finally, a redescription of the Rorty’s positions will be proposed, by assigning a reformist character to its apparent conservatism and a private character to the supposedly elitist individualization, in order to weaken the strength of those critics.

Keywords: Philosophy of education. Cultural politics. Democracy. Richard Rorty.

 

Referências

ARCILLA, RENÉ V. Edificação, conversação e narrativa: os motivos rortianos para a filosofia da educação. Filosofia, Sociedade e Educação, Marília, v.1, n.1, p. 47-57, jul./dez. 1997.

BERNSTEIN, R. J. One step forward, two steps backward: Richard Rorty on liberal democracy and philosophy. Political theory, Baltimore, v. 15, n. 4, p. 538-563, Nov. 1987. << http://dx.doi.org/10.1177/0090591787015004003>>

______. Richard Rorty’s deep humanism. New Literary History, Baltimore, v. 39, n. 1, p. 13-27, Winter. 2008. HIRSCH Jr., E. D.; Richard J. Rorty and the priority of democracy to philosophy. New Literary History, v. 39, n. 1, p. 35-52, Winter. 2008.

MCCARTHY, T. Private irony and public decency: Richard Rorty’s new pragmatism. Critical Inquiry, Chicago, v. 16, n. 2, p. 355-370, Winter. 1990.

NICHOLSON, C. Pós-modernismo, feminismo e educação: a necessidade de solidariedade. Filosofia, Sociedade e Educação. Marília, v.1, n. 1, p. 31-46, jul./dez. 1997.

REICH, R. The paradoxes of education in Rorty’s liberal utopia. In: ______. Philosophy of education, Illinois: Philosophy of Education Society Publishers, 1997. p. 342-351.

RORTY, R. American universities and the hope for social justice. Richard Rorty born digital files, 1988-2003. UCIspace @ the Libraries.

_______. Thugs and theorists: a reply to Bernstein. Political Theory, Baltimore, v. 15, n. 4, Nov. 1987. p. 564-580. << http://dx.doi.org/10.1177/0090591787015004004>>

_______. Truth and freedom: a reply to Thomas McCarthy. Critical Inquiry,

Chicago v. 16, n. 3, p. 633-643, Spring, 1990. << http://dx.doi.org/10.1086/448550>>

______. Acerca do etnocentrismo: uma réplica a Clifford Geertz. In: ______. Objetivismo, relativismo e verdade – Escritos filosóficos I. Rio de Janeiro: Relume-Dumará, 1997a. p. 271-280.

______. A prioridade da democracia para a filosofia. In: ______. Objetivismo, relativismo e verdade – Escritos filosóficos I. Rio de Janeiro: Relume- Dumará, 1997b. p. 235-261.

______. Contingência, ironia e solidariedade. São Paulo: Martins Fontes, 2007a.

______. Cosmopolitismo sem emancipação: uma resposta a Jean-François Lyotard. In: ______. Objetivismo, relativismo e verdade – Escritos filosóficos I. Rio de Janeiro: Relume-Dumará, 1997c. p. 281-294.

______. Cuidar la libertad. Madrid: Editorial Trotta, 2005.

______. Democracy and philosophy. Kritika & Kontext, n. 33, 2007b. Disponível em: <Disponível em <http://www.eurozine.com/articles/2007-06-11-rorty-en.html>. Acesso em: 10 Jan. 2015.

______. Education as socialization and individualization. In: ______. Philosophy and Social Hope. London: Penguin, 2000a. p. 114-126.

______. Filosofia como política cultural. São Paulo: Martins Fontes, 2009.

______. Liberalismo burguês pós-moderno. In: _____. Objetivismo, relativismo e verdade – Escritos filosóficos I. Rio de Janeiro: Relume-Dumará, 1997d. p. 263-270.

______. O declínio da verdade redentora e a ascensão da cultura literária. In: ______. Ensaios pragmatistas: sobre subjetividade e verdade. Rio de Janeiro: DP & A, 2006.

______. Os perigos da sobre-filosoficação. Filosofia, Sociedade e Educação. Marília, v. 1, n. 1, p. 59-67, jul./dez. 1997e.

______. The humanistic intellectual: eleven theses. In: ______. Philosophy and social hope. London: Penguin, 2000b. p. 127-130.

______. Thugs and theorists: a reply to Bernstein. Political Theory, Baltimore, v. 15, n. 4, Nov. 1987. p. 564-580.

______. Truth and freedom: a reply to Thomas McCarthy. Critical Inquiry, Chicago v. 16, n. 3, p. 633-643, Spring, 1990.

Data de registro: 10/04/2014

Data de aceite: 21/01/2015

 

 

 


Palavras-chave


Filosofia da educação. Política cultural. Democracia. Richard Rorty.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.14393/REVEDFIL.issn.0102-6801.v29n58a2015-p665a686

Direitos autorais 2016 Ricardo Corrêa Araujo

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

   


Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

ISSN Impresso: 0102-6801  e  ISSN Eletrônico: 1982-596X

Revista Qualis A2 em Educação e  B1 em Filosofia, ano base de 2015.

Associada às bases de dados: Repertoire Bibliographique dela Philosophie, The Philosopher’s Index, CIAFIC, SHS/DC, IRESIE, LATINDEX,  Refdoc, Biblioteca Brasileira de Educação, Sumários de Revistas Brasileiras, DIADORIM, EDUC@, PhilPapers Journal.

  

 

A Revista Educação e Filosofia está vinculada a: 

 

Atribuição de Registro DOI: