Lineamentos sobre a inconsistência da crítica de Arendt a Marx

  • Ronaldo Vielmi Fortes
Palavras-chave: Karl Marx. Hannah Arendt. Filosofia política.

Resumo

*Doutor em Filosofia pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Pós-doutorado em Filosofia pela Facultad de Filosofia y Letras da Universidad de Buenos Aires.

Lineamentos sobre a inconsistência da crítica de Arendt a Marx

Resumo: Dentre as críticas mais difundidas do pensamento de Karl Marx, encontra-se Han­nah Arendt, que tece ao longo de várias obras comentários que impugnam grande parte de seu pensamento. O artigo se propõe a avaliar a validade das críticas por ela construídas, procurando demonstrar as diferenças na compreensão do político em ambos pensadores.

Palavras-chave: Karl Marx. Hannah Arendt. Filosofia política.

Lineamentos sobre a inconsistência da crítica de Arendt a Marx

Abstract: Among the most widespread criticism of the thought of Karl Marx, is Hannah Arendt, which weaves over several comments that impugn works much of his thinking. The paper aims to assess the validity of the criticism for her built, seeking to demonstrate the differences in the understanding of both political thinkers.

Keywords: Karl Marx. Hannah Arendt. Political philosophy.

Data de registro: 27/09/2013

Data de aceite: 20/08/2014

Referências:

ARENDT, Hannah. A condição humana. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 1991a.

________. De la historia a la acción. Barcelona: Paidós, 1995.

________. ¿Qué es política?. Traducido por Rosa Sala Carbó. Ediciones Paidós: Barcelona, 1997.

________. Tra passato e futuro. Roma: Garzanti Editori, 1991b.

CHASIN, José. Marx: estatuto ontológico e resolução metodológica. In: _______. Pensando com Marx. São Paulo: Ensaio, 1995.

_______. O futuro ausente. In: ______. A determinação onto-negativa da politicidade. Revista Ad Hominen, Tomo III - Política. São Paulo: Estudos e Edições Ad Hominen, 2000.

JAGUARIBE, Helio. A democracia de Péricles. In: _______. (Org.). A democracia grega. Brasília: Ed. Universidade de Brasília, 1981.

LUKÃCS, George. Per l'ontologia dell'essere sociale. Roma: Editori Riuniti, 1976.

MAGALHÃES, Teresa Calvet. A categoria de trabalho (labor) em H. Arendt, Revista Ensaio, São Paulo, n. 14, p. 131-168, 1985.

MARX, Karl. Das Kapital - kritik der politischen Ökonomie (Buch I). Marx-Engels Werke, Band 23. Berlin/DDR: Dietz Verlag, 1969.

_______. Die deutsche Ideologie. Marx-Engels Werke, Band 3. Berlin/DDR: Dietz Verlag, 1969a.

_______. Kritische Randglossen zu dem Artikel »Der König von Preußen und die Sozialreform. Von einem Preußen«. Marx-Engels Werke, Band 1. Berlin/DDR: Dietz Verlag, 1976.

_______. Lineamenti fondamentali della critica dell'economia politica. In: ______. Opere (XXIX - XXX) Scritti economici de Karl Marx 1857-1859. Roma: Editori Riuniti, 1986.

______.Ökonomisch-philosophische Manuskripte; MEGA I, 2; Berlin: Dietz Verlag, 1982.

______. Storia delle teorie economiche. Torino: Giulio Einaudi Editori, 1954.

SMITH, Adam. Inquiry into the nature and causes of the wealth of nations. The Glasgow Edition of the Works of Adam Smith, v. 2/I-II. Indianapolis: Liberty Classics, 1976.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ronaldo Vielmi Fortes
Doutor em Filosofia pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Pós-doutorado em Filosofia pela Facultad de Filosofia y Letras da Universidad de Buenos Aires. E-mail: rvielmi@yahoo.com.brc
Publicado
2016-03-17
Como Citar
Fortes, R. V. (2016). Lineamentos sobre a inconsistência da crítica de Arendt a Marx. EDUCAÇÃO E FILOSOFIA, 29(57), 305-341. https://doi.org/10.14393/REVEDFIL.issn.0102-6801.v29n57a2015-p305a341
Seção
Artigos