As aporias da didática em Deleuze e Spinoza

  • Ulysses Pinheiro Universidade Federal do Rio de Janeiro
Palavras-chave: Deleuze. Spinoza. Pedagogia.

Resumo

*Doutor em Filosofia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Professor de Filosofia do Departamento de Filosofia da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Pesquisador com Bolsa de Produtividade em Pesquisa - nível 1C - do CNPq Membro do Programa de Pós-Graduação Lógica e Metafísica (PPGLM/UFRJ).

As aporias da didática em Deleuze e Spinoza

Resumo: Em 1968, Gilles Deleuze redigiu dois de seus livros mais importantes, Diferença e repetição e Spinoza e o problema da expressão. Apesar de a questão do aprendi­zado ser central no primeiro, ela não aparece - pelo menos, não explicitamente -, no segundo. Veremos, porém, que essa questão desempenha um papel relevante na filosofia spinozana, inclusive no Spinoza "de Deleuze", ou seja, aquele que emerge à luz dos problemas formulados pelo filósofo francês para construir sua apropriação do pensamento spinozano.

Palavras-chave: Deleuze. Spinoza. Pedagogia. 

As aporias da didática em Deleuze e Spinoza

Abstract: In 1968, Gilles Deleuze wrote two of his most important books, Difference and Repetition and Spinoza and the Problem of Expression. Even if the question of learning is central in the former, it does not appear - at least, not explicitly -, in the latter. It will be shown, however, that this question plays a relevant role in the philosophy of Spinoza, including in "Deleuze's" Spinoza, i.e., the one that emerges illuminated by the problems formulated by the French philosopher in order to construct his appropriation of Spinozistic thought.

Keywords: Deleuze. Spinoza. Pedagogy.

Data de registro: 02/07/2013

Data de aceite: 22/01/2014

Referências:

BLANCHOT, Maurice. L'infini et l'infini. In: ______. La condition critique. Articles 1945-1998. Les Cahiers de la NRF. Paris: Gallimard, 2010. 502 p.

______. O pensamento e a exigência de descontinuidade. In: ______. A conversa infinita I. A palavra plural. Tradução de Aurélio Guerra Neto. São Paulo: Escuta, 2001. p. 29-40.

______. A literatura e o direito à morte. In: ______. A parte do fogo. Tradução de Ana Maria Scherer. Rio de Janeiro: Rocco, 1997. 330 p. 283

DELEUZE, Gilles. Spinoza. Philosophie pratique. Paris: Éditions de Minuit, 1981. 177 p.

______. Diferença e repetição. Tradução de Luiz Orlandi e Roberto Machado. Rio de Janeiro: Graal, 1988. 499 p.

______. Conversações. Tradução de Peter Pál Pelbart. Rio de Janeiro: Editora 34, 1992. 232 p.

______. Crítica e clínica. Tradução de Pter Pál Pelbart. São Paulo: Ed. 34, 1997. 176 p.

______. L'abécédaire de Gilles Deleuze. Entrevista feita por Claire Parnet, filmada e dirigida por Pierre-André Boutang. Paris: Vidéo Éditions Montparnasse, 1996.

______; PARNET, C. Diálogos. Tradução de José Gabriel Cunha. Lisboa: Relógio d'Ãgua, 2004. 179 p.

DOSSE, François. Gilles Deleuze & Félix Guattari. Biografia cruzada. Tradução de Fatima Murad. Porto Alegre: Artmed, 2010. 440 p.

FOUCAULT, Michel. Dits et écrits, I: 1954-1988. Paris: Éditions Gallimard, 1994. 847 p.

SASSO, Robert; VILLANI, Arnaud (Org.).Le vocabulaire de Gilles Deleuze. Paris: Série Spéciale de la revue Noésis, No 3, 2003. 376 p.

SPINOZA, Baruch. Epistolae Doctorum Quorundam Virorum. Et Auctoris Responsiones; Ad aliorum ejus Operum elucidationem non parùm facientes. Editado por Carl Gebhard. In: Opera IV. Im Auftr. d. Heidelberger Akad. d. Wiss. Heidelberg: Winter, 1987. 341 p.

______. Tratado teológico-político. Tradução de Diogo Pires Aurélio. São Paulo: Martins Fontes, 2008. 375 p.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ulysses Pinheiro, Universidade Federal do Rio de Janeiro

Doutor em Filosofia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Professor de Filosofia do Departamento de Filosofia da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Pesquisador com Bolsa de Produtividade em Pesquisa - nível 1C - do CNPq Membro do Programa de Pós-Graduação Lógica e Metafísica (PPGLM/UFRJ). E-mail: ulyssespinheiro@gmail.com

Publicado
2016-03-17
Como Citar
Pinheiro, U. (2016). As aporias da didática em Deleuze e Spinoza. EDUCAÇÃO E FILOSOFIA, 29(57), 263-283. https://doi.org/10.14393/REVEDFIL.issn.0102-6801.v29n57a2015-p263a283
Seção
Artigos