Educação, governamentalidade e neoliberalismo: contribuições foucaultianas para o estudo das políticas de currículo

  • Roberto Rafael Dias da Silva Universidade de Caxias do Sul (UCS)
Palavras-chave: Políticas de currículo. Estado. Governamentalidade. Michel Foucault.

Resumo

*Doutor em Educação. Professor do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS).

Apoio: CNPq

Educação, governamentalidade e neoliberalismo: contribuições foucaultianas para o estudo das políticas de currículo

Resumo: No presente ensaio mapearemos as contribuições teóricas dos estudos sobre a governamentalidade para o estudo das políticas de currículo contemporâneas. Nossa intenção está em posicionar o pensamento de Michel Foucault no interior de uma reflexão crítica sobre o Estado e as práticas de governo modernas, na qual as verdades são permanentemente redescritas e abrem-se a novas intervenções na vida social. Atribuiremos ênfase a quatro tópicos que consideramos centrais para o objetivo a que nos propomos. O reconhecimento do Estado como um conjunto de práticas, o entendimento de que tais práticas mobilizam estratégias de administração das subjetividades, a compreensão do neoliberalismo como um modo de vida contemporâneo e a necessidade política de produção de "contracondutas" são as questões a serem aprofundadas criticamente. Posicionaremos o pensamento foucaultiano sobre a governamentalidade como uma plataforma de trabalho para nossas hipóteses sobre o estudo contemporâneo das políticas de currículo.

Palavras-chave: Políticas de currículo. Estado. Governamentalidade. Michel Foucault.

Educação, governamentalidade e neoliberalismo: contribuições foucaultianas para o estudo das políticas de currículo

Abstract: In this essay, mapping the theoretical contributions of governmentality studies for the study of contemporary curriculum policy. Our intention is to position the thought of Michel Foucault within a critical reflection on the state and practice of modern government, in which truths are redescribed and permanently open to new interventions in social life. Assign emphasis to four topics that we consider central to the goal we set ourselves. The recognition of the state as a set of practices, the understanding that such practices mobilize management strategies of subjectivities understanding of neoliberalism as a contemporary way of life and the political necessity of producing "contracondutas" are the issues to be further critically. Will position the Foucault's thinking on governmentality as a work platform for our hypotheses about the contemporary study of curriculum policy.

Keywords: Curriculum policy. State. Governmentality. Michel Foucault.

Data de registro: 18/05/2013

Data de aceite: 23/07/2014

Referências:

ÃLVAREZ-URIA, F. Microfísica da escola. Educação e Realidade, Porto Alegre, v. 21, n. 2, p. 31-42,1996.

BALL, S. Privatising education, privatising education policy, privatizing educational research: network governance and the "competition state". Journal of Educational Policy, Londres, v. 24, n. 1, p. 83-99, 2009. https://doi.org/10.1080/02680930802419474

______. La micropolítica de la escuela: hacia una teoria de la organización escolar. Barcelona: Paidós, 1989.

DEWEY, J. Em busca do público. In: _______. Democracia cooperativa: escritos políticos escolhidos de John Dewey. Porto Alegre: Edipucrs, 2008. p. 25-50.

FOUCAULT, M. Segurança, território, população. São Paulo: Martins Fontes, 2008a.

______. Nascimento da biopolítica. São Paulo: Martins Fontes, 2008b.

GIDDENS, A. Política, sociologia e teoria social: encontros com o pensamento social clássico e contemporâneo. São Paulo: Editora da Unesp, 1998.

GRINBERG, S. Educación y gubernamentalidad en las sociedades de gerenciamento. Revista Argentina de Sociologia, cidade, v. 4, n. 6, p. 67-87, 2006,

JÓDAR, F.; GÓMEZ, L. Educación posdisciplinaria, formación de nuevas subjetividades y gubernamentalidad neoliberal: herramientas conceptuales para um analisis del presente. Revista Mexicana de Investigación Educativa, Cidade do México, n. 32, p. 381-404, 2007,

LOPES, A. C.; MACEDO, E. Teorias do currículo. São Paulo: Cortez, 2011.

Ó, J. R. do. O governo de si mesmo: modernidade pedagógica e encenações disciplinares do aluno liceal (último quartel do século XIX - meados do século XX). Lisboa: Educa, 2003.

PACHECO, J. A. Políticas curriculares: referenciais para análise. Porto Alegre: Artmed, 2003.

PETERS, M. Governamentalidade neoliberal e educação. In: SILVA, T T da (Org.). O sujeito da educação: estudos foucaultianos. Petrópolis: Vozes, 2002. p. 211-224.

PETERS, M. Pesquisa educacional: os "jogos de verdade" e a ética da subjetividade. In: ______; BESLEY, T. (Org.). Por que Foucault? novas diretrizes para a pesquisa educacional. Porto Alegre: Artmed, 2008. p. 189-200.

POPKEWITZ, T. Standards and making the citizen legible. Journal of Learning Sciences, Londres, v. 13, n. 2, p. 243-256, 2004 https://doi.org/10.1207/s15327809jls1302_7  

RAJCHMAN, J. Foucault pragmático. In: CASTELO BRANCO, G.;PORTOCARRERO, V. (Orgs.). Retratos de Foucault. Rio de Janeiro: Nau, 2000. p. 68-87.

______. Foucault: a liberdade da filosofia. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1987.

ROBERTSON, S. A estranha não morte da privatização neoliberal na Estratégia 2020 para a educação do Banco Mundial. Revista Brasileira de Educação, Rio de Janeiro, v. 17, n. 50, 2012, p. 283-302.

______; DALE, R. Pesquisar a educação em uma era globalizante. Educação e Realidade, Porto Alegre, v. 36, n. 2, p. 347-363, 2011.

RORTY, R. Consequências do pragmatismo (Ensaios: 1972-1980). Lisboa: Instituto Piaget, 1999.

ROSE, N. Governando a alma: a formação do eu privado. In: SILVA, T. T. da (Org.). Liberdades reguladas: a pedagogia construtivista e outras formas de governo do eu. 2. ed., Petrópolis: Vozes, 1999. p. 30-45.

______. Como se deve fazer a história do eu? Educação e Realidade, Porto Alegre, n. 26, v.1, p. 33-57, 2001a,.

______. Inventando nossos eus. In: SILVA, T. T. da (Org.). Nunca fomos humanos: nos rastros do sujeito. Belo Horizonte: Autêntica, 2001b. p. 137-204.

SHIROMA, E.; GARCIA, R.; CAMPOS, R. Conversão das 'almas' pela liturgia da palavra: uma análise do discurso do movimento Todos pela Educação. In: BALL, S.; MAINARDES, J. (Orgs.). Políticas educacionais: questões e dilemas. São Paulo: Cortez, 2011. p. 222-248.

SILVA, R. D. da. Educação tecnocientífica como investimento bioeconômico: uma crítica política do saber. In: SIMPÓSIO INTERNACIONAL DO IHU, 11., 2010, São Leopoldo. Anais... São Leopoldo: Casa Leiria, 2010. p. 454-455.

SILVA, R. D.; FABRIS, E. Os universitários como um público: educação e governamentalidade neoliberal. Educação e Realidade, Porto Alegre, v. 37, n. 3, p. 905-921, 2012. https://doi.org/10.1590/S2175-62362012000300011

SILVA, T. T. da. Documentos de identidade: uma introdução às teorias do currículo. 2. ed., Belo Horizonte: Autêntica, 2007.

SIMONS, M.; MASSCHELEIN, J. The Leaning Society and Governmentality: an introduction. Educational Philosophy and Theory, Auckland, v. 39, n. 4, p. 417-430, 2006. https://doi.org/10.1111/j.1469-5812.2006.00202.x

SOMMER, L. H. A ordem do discurso escolar. Revista Brasileira de Educação, Rio de Janeiro, v. 12, n. 34, p. 57-67, 2007.

VEIGA-NETO, A. Educação e governamentalidade neoliberal: novos dispositivos, novas subjetividades. In: CASTELO BRANCO, G.; PORTOCARRERO, V. (Org.). Retratos de Foucault. Rio de Janeiro: Nau, 2000. p. 179-217.

______. Dominação, violência, poder e educação escolar em tempos de Império. In: ______; RAGO, M. (Org.). Figuras de Foucault. Belo Horizonte: Autêntica, 2006.

______. Crise da Modernidade e inovações curriculares: da disciplina para o controle. In: _____. XIV Encontro Nacional de Didática e Prática deEnsino. Trajetórias e processos de ensinar e aprender: lugares, memórias e culturas. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2008.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Roberto Rafael Dias da Silva, Universidade de Caxias do Sul (UCS)
Doutor em Educação. Professor do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS). E-mail: robertoddsilva@yahoo.com.br
Publicado
2016-03-17
Como Citar
Silva, R. R. D. da. (2016). Educação, governamentalidade e neoliberalismo: contribuições foucaultianas para o estudo das políticas de currículo. EDUCAÇÃO E FILOSOFIA, 29(57), 199-223. https://doi.org/10.14393/REVEDFIL.issn.0102-6801.v29n57a2015-p199a223
Seção
Artigos