Governamentalidade e práxis educacional na contemporaneidade

  • Avelino da Rosa Oliveira UFPel
  • Kelin Valeirão UFPel
Palavras-chave: educação, crise da escola, práxis educacional, governamentalidade, sociedade de controle

Resumo

*Doutor em Filosofia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Professor Titular no Departamento de Fundamentos da Educação da Universidade Federal de Pelotas (UFPel).

**Mestre em Educação pela Universidade Federal de Pelotas (UFPel). Professora do Departamento de Filosofia da UFPel. Doutorado em andamento no Programa de PósGraduação em Educação da Universidade Federal de Pelotas (UFPel).

Governamentalidade e práxis educacional na contemporaneidade

Resumo: O artigo visa discutir a práxis educacional na contemporaneidade, a partir do conceito de governamentalidade, desenvolvido por Michel Foucault. Inicialmente, apresenta-se a caracterização do conceito como ferramenta analítica para uma ontologia do presente. No segundo momento, estuda-se historicamente a escola moderna como "máquina de governamentalidade". Finalmente, trabalha-se a governamentalidade ligada à práxis educacional na atual sociedade de controle. Conclui-se que a práxis educacional na contemporaneidade atua como um dispositivo que funciona em sintonia com a forma de governamentalidade da sociedade de controle, contribuindo para capturar não mais corpos dóceis, mas flexíveis e ajustados às emergentes necessidades da sociedade.

Palavras-chave: Educação. Crise da escola. Práxis educacional. Governamentalidade. Sociedade de controle.

Governamentalidade e práxis educacional na contemporaneidade 

Abstract: Grounded on the concept of governmentality, developed by Michel Foucault, the paper aims at discussing educational praxis in contemporaneity, First, the characterization of the concept is introduced as an analytical tool for an ontology of the present. After, modern school is historically studied as a "governmentality machine". Finally, governmentality is linked to educational praxis in the contemporary control society. It is concluded that educational praxis in contemporaneity operates as device that works in accordance with the governmentality forms of the control society, helping capture not anymore docile bodies but flexible ones, well adjusted to the emergent social needs.

Keywords: Education. School crisis. Educational praxis. Governmentality. Control society.

Data de registro:08/10/2011

Data de aceite:02/05/2012

Referências:

BAUMAN, zygmunt. Globalização: as conseqüências humanas.Rio de Janeiro: Jorge zahar, 1999.

COMÉNIO, Jean Amós. Didactica magna. Praga, 1957.

DELEUZE, Gilles. Post-scriptum sobre as sociedades de controle. In:______. Conversações:1972-1990. Rio de Janeiro: Editora 34, 1992, p. 219-226.

FOUCAULT, Michel.Microfísica do poder.Tradução e organização de Roberto Machado. Rio de Janeiro: Graal, 1982.

______. Vigiar e punir. Petrópolis: Vozes, 1987.

______. O sujeito e o poder. In: DREYFUS, Hubert; RABINOW, Paul. Michel Foucault. Uma trajetória filosófica: para além do estruturalismo e da hermenêutica.Rio de Janeiro: Forense Universitária, 1995, p. 231-249.

______. Ditos & escritos:Ética, Sexualidade, Política. v. 5. Rio de Ja-neiro: Forense Universitária, 2004, p. 234-239.

______.Segurança, território, população.Tradução de Eduardo Brandão. São Paulo: Martins Fontes, 2008.

KANT, Immanuel. Resposta à pergunta: que é o iluminismo? In: ______. A paz perpétua e outros opúsculos.Lisboa: Edições 70, 1990.

______. Sobre a pedagogia.Piracicaba: Editora UNIMEP, 2002.

LAZZARATO, Mauricio. As revoluções do capitalismo. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2006.

LOCKE, John. Alguns pensamentos acerca da educação. Cadernos de Educação, Pelotas, n.13, ago./dez. 1999; até n. 23, jul./dez. 2004.

RAJCHMAN, John.Foucault: A liberdade da filosofia. Rio de Janeiro: zahar, 1987.

VEIGA-NETO, Alfredo. Educação e governamentalidade neoliberal: novos dispositivos, novas subjetividades. In: Retratos de Foucault.Rio de Janeiro: NAU Editora, 2000, p. 179-217.

______. Michel Foucault e os estudos culturais. In: COSTA, Marisa Vorraber (Org.). Estudos culturais em educação:mídia, arquitetura, brinquedo, biologia, literatura, cinema... Porto Alegre: Universidade, 2000a, p. 37-69.

______. Incluir para excluir. In: LARROSA, Jorge; SKLIAR Carlos. Habitantes de Babel: políticas e poéticas da diferença.Belo Horizonte: Autêntica, 2001, p. 105- 118.

______. Pensar a escola como uma instituição que pelo menos garanta a manutenção das conquistas fundamentais da Modernidade. In: COSTA, Marisa Vorraber (Org.). A escola tem futuro? Porto Alegre: DP&A, 2003, p. 103-126.

______. Coisas de governo... In: ______. Imagens de Foucault e Deleuze:ressonâncias nietzschianas.Rio de Janeiro: DP&A, 2005, p. 13-34.

______. Dominação, violência, poder e educação escolar em tempos de Império. In: ______. Figuras de Foucault.Belo Horizonte: Autêntica, 2006, p. 13-43.

______. Crise da Modernidade e inovações curriculares: da disciplina para o controle. In: PERES, Eliane et al. (Org.). Trajetórias e processos de ensinar e aprender: sujeitos, currículos e culturas.Porto Alegre: EDIPUCRS, 2008. p. 35-58.

______; MORAES, Antônio Luiz de. Disciplina e controle na escola: do aluno dócil aoaluno flexível.Resumos do IV Colóquio Luso-Brasileiro sobre Questões Curriculares.Florianópolis: UFSC, 2008. p. 343-354. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Avelino da Rosa Oliveira, UFPel
Professor Titular da Universidade Federal de Pelotas. Departamento de Fundamentos da Educação.
Kelin Valeirão, UFPel
Doutoranda no Programa de Pós-Graduação em Educação da UFPel.
Publicado
2013-07-16
Como Citar
Oliveira, A. da R., & Valeirão, K. (2013). Governamentalidade e práxis educacional na contemporaneidade. EDUCAÇÃO E FILOSOFIA, 27(54), 559-578. https://doi.org/10.14393/REVEDFIL.issn.0102-6801.v27n53a2013-p559a578
Seção
Artigos